ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Petrobras sobe novamente preços da gasolina e do diesel

Brumado: OAB vai acionar prefeito na Justiça após decreto que liberou uso de máscaras

Brumado: Colisão lateral entre veículo de passeio e moto deixa dois feridos na BA-148

Motociclista de 42 anos morre em acidente na BA-148

Brumado: Venha conhecer a loja Império Utilidades

Obras da Fiol entre Ilhéus e Caetité vai gerar até 60 mil novos empregos

Tem novidade na Gel Sol, sua representante Intelbras na Bahia

Após EUA transplantar rim de porco para paciente com morte cerebral, Brasil deve iniciar testes

Conheça o kit 'Barriga Tanquinho' de Marcelo Esportes

Governo Federal diz que não interferirá em preços de combustíveis

A Pax Nacional tem credibilidade e compromisso comprovado, não aceite imitações

Governo da Bahia assina contrato de R$ 53 mi para colocar presídio de Brumado em funcionamento

RotSat: Conheça o nosso site com 'Menu' de acesso rápido

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Homem apontado como mandante da morte de médico em Barra se entrega à polícia

Bahia: Chuvas ajudam na redução de incêndios florestais na Chapada Diamantina

Operação constata desmatamento ilegal em cerca de 589 hectares na Bahia

Trem carregado com cimento descarrila em área residencial de Brumado

Brumado: Mulher que tentou matar a filha envenenada com chumbinho foi presa após condenação da Justiça


Com gestão classificada como pífia, presidente do Sindsemb se defende; ‘os servidores são medrosos’

O presidente do Sindsemb, Edilson Costa, se defendeu das acusações e foi para o contra-ataque dizendo que a categoria é medrosa (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Analisada como a pior gestão desde que o Sindsemb foi fundado, o sindicato passa por um momento delicado, recebendo sistematicamente severas críticas, as quais são oriundas dos próprios servidores. Classificada como pífia e inoperante, a administração do órgão que está sob a presidência do sindicalista Edilson Costa, é tida como cada vez mais tímida, calada e retraída, tanto que as veiculações de outrora na mídia local ficaram somente no passado. Na manhã desta quarta-feira (25), a equipe do 97NEWS ouviu o presidente do Sindsemb, que, não escondeu a sua insatisfação com o atual estado das coisas. Ele iniciou a sua argumentação falando que “sabemos que os servidores estão muito insatisfeitos e acusam a nossa gestão de inoperante, mas, criticar é fácil, pois o órgão é composto não só da diretoria, somos um grupo e temos que atuar como tal” e dando mais acidez ao seu posicionamento disparou que “o Sindsemb é como o Ministério Público, tem que ser provado, então as nossas ações são resultado da procura da categoria, mas, infelizmente isso não está acontecendo, prova é que quando fazemos as convocações, dos 350 associados, só comparecem 10 interessados”. Costa ainda fez questão de disparar que “a verdade é que os servidores são medrosos, falta coragem para o enfrentamento, por isso, é muito mais fácil ficar criticando do que contribuir para novos avanços e conquistas da categoria”. Ele ainda relatou que “com as mudanças da lei, os sindicatos ficaram muito fragilizados, já que até a contribuição sindical foi abolida”. E no final assumiu que “realmente o órgão está fraco e somente com uma união de forças que vamos poder superar essa crise. Temos aqui um advogado que está a disposição, mas nem isso ninguém mais procura”.  



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário