ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Vídeo mostra briga generalizada no Show de Gusttavo Lima em Brasília

O outro lado da história: Pai afirma que o parto da filha aconteceu em sua residência

Mãe mata filho de 5 anos em Vitória da Conquista; arma usada no crime pertence ao pai

Após suspender visita à Brumado nesta segunda-feira (23), Rui Costa anuncia para quarta-feira (25) assinatura de obras no município

Brumado: Projovem abre inscrições em Brumado; saiba mais

Brumado: Em coletiva, ACM Neto criticou atualização das alíquotas como fator para elevação do combustível na Bahia

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Brumado: Município tem aumento de 100% em número de crianças com síndromes respiratórias

A Pax Nacional tem credibilidade e compromisso comprovado, não aceite imitações

Trabalhadores do comércio de Brumado e Região tem direito no Benefício Social e já podem aproveitar

Sem saber que estava grávida, jovem entra em trabalho de parto e é auxiliada por policiais em Brumado

Rui Costa suspende viagem à Brumado nesta segunda-feira (23) que autorizaria obras no município

Governo federal vai cortar R$ 8,2 bi em verbas de ministérios

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Peritos médicos do INSS encerram greve e voltam a atender na próxima segunda (23)

Bahia: IBGE divulga resultado da seleção do Censo 2022

Em visita à Brumado, ACM Neto critica segurança pública da Bahia

Governo do Estado vai autorizar obras de abastecimento de água, estrada e esportes em Brumado


Apagão: Comércio de Brumado é obrigado a fechar as portas mais cedo e amarga prejuízo; população ficou indignada

O comércio teve que fechar as portas mais cedo, amargando um prejuízo causado pelo apagão (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Diante de um mundo cada vez mais tecnológico, a energia tem um papel vital, sendo que, é apontada como um dos principais vetores do desenvolvimento. Diante disso um país que busca entrar para o grupo de países desenvolvidos tem que possuir uma matriz energética muito robusta, que esteja sempre se expandindo, mas, essa, infelizmente, não é a situação do Brasil, que vem adotando vários modelos de bandeiras tarifárias, para que o povo, ao invés de consumir mais, venha a economizar a energia, o que é um forte indício de que o setor “não vai lá muito bem das pernas”. Esta quarta-feira, 21 de março, foi emblemática nesse sentido, pois um apagão de grande dimensão deixou 13 estados da federação completamente às escuras, causando prejuízos incalculáveis. O apagão que atingiu todo o Nordeste do Brasil teve duração de quase seis horas, começando por volta das 15h40 da tarde e retornando no meio da noite, por volta das 21h, causando grande prejuízo para a economia e transtornos no trânsito, além do medo da violência, já que a escuridão é um “prato cheio” para a criminalidade

As ruas ficaram desertas pouco antes das 18h por medo da ação criminosa (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

O comércio, um dos principais pilares da economia local, foi obrigado a fechar as portas antes das 17h, quando as notícias das redes sociais davam conta de apontava que um forte um apagão atingiu metade do país. Muitos celulares ficaram sem comunicação e as operadoras de internet também não funcionaram. Na cidade apenas um posto de combustíveis funcionou graças a um gerador, o que gerou filas imensas. Com a falta de energia, muitos serviços foram paralisados, inclusive quem estava em supermercados ou outras atividades, já que o sistema de cartões estava fora do ar, o que causou muitos prejuízos aos comerciantes, além do fato do risco da perda de produtos que dependem da refrigeração.  Em nota, o Operador Nacional do Sistema (ONS) informou que uma “perda de carga” causou o apagão. A população brumadense, ao ver a noite chegando não escondeu a sua indignação, “botando a boca no trombone” contra os políticos. Frases como “roubaram o país e deixaram a gente na escuridão”, “que país é esse, é o país das trevas?” ou ainda “o apagão foi culpa do vampirão” ecoaram pela cidade. A indignação só terminou quando a energia voltou, o que causou muita alegria, inclusive com os “gritos da galera”, como se tivesse sido um gol da seleção. No final a ONS, emitiu uma nota alegando que as causas do desligamento estão sendo investigadas, e as equipes trabalharam ao máximo para a recomposição dos sistemas, o que não convenceu.

Somente um posto funcionou na cidade devido a um gerador, o que causou muitas filas e irritação (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário