ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Professores da rede municipal de ensino fazem carreata contra volta às aulas

Brumado: Agência da Caixa Econômica abre neste sábado (19) para atender calendário de benefícios emergenciais

Corpo é encontrado boiando em lagoa da zona rural de Brumado

Brumado: Presidente da Liga Brumadense de Futebol poderá ser o novo Secretario de Esportes

Contendas do Sincorá: PROS realiza convenção para homologar candidatura de Margareth Pina e Roberto

Brumado: 133 pacientes continuam em tratamento da Covid-19

Brumado: Idoso de 71 anos é detido após atirar em cães no meio da rua

Projeto torna crime agressão a profissional de imprensa

LAB: Segurança desde a coleta ao resultado do seu exame

Eleições 2020: Castilho Viana confirma candidatura a vereador em Brumado

Sortudo de Barra do Choça ganha sozinho R$ 607 mil na Lotomania

Carreta carregada com animais tomba na BA-152 entre Itanagé e Livramento, motorista e passageiro ficaram feridos e animais morreram

Brasil reduziria fila no SUS para atendimento de saúde ocular em 80% com optometristas

Brumado: Justiça nega pedido do MP e aulas podem ser retomadas no dia 21

1ª Promotoria de Justiça de Brumado pede redução de mensalidades de estabelecimentos de ensino privado

Ex-prefeito de Paramirim é suspeito de usar dados de moradores para pagamentos milionários

Brumado: Moradora reclama de descarte de lixo em local irregular no Residencial Brisa 1

Paramirim: Convenção de prefeito ignora distanciamento e leva multidão à localidade

Eleições 2020: Manelão desiste de pré-candidatura a prefeito e declara apoio a Eduardo Vasconcelos

Mais de mil pessoas já se curaram da Covid-19 em Brumado


Brumado: Moradores do Dr. Juracy apreensivos com as chuvas de fevereiro; ‘as obras da galeria podem ser destruídas’.

As obras foram paralisadas, o que causou apreensão nos moradores (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Paralisadas desde agosto de 2017, as obras de recuperação da galeria de esgoto e também de águas pluviais situada na Rua Manoel Leobino, no Bairro Dr. Juracy, ao lado da UBS Dr. Paulo Vargas, já vinha preocupando os moradores da região, os quais estão convivendo há meses com o esgoto a céu aberto, que provoca mau cheiro, provocando muitos transtornos para as famílias. Mas, agora, a preocupação aumentou ainda mais, já que a previsão aponta para um período de chuvas logo no início do mês de fevereiro. Os moradores, entraram em contato com o 97NEWS e relataram que os atrasos com as obras são provocados por um impasse entre a prefeitura e a Embasa e que até a mobilidade urbana está sendo prejudicada. Com as obras a prefeitura interrompeu a passagem do esgoto que era despejado na galeria pelos moradores, desta forma a lama com dejetos das residências estão acumuladas gerando todos os transtornos aos moradores, além da grande quantidade de lixo que acaba sendo despejado dentro da galeria, o que deixa ainda mais crítica a situação.  Diante do crescente desconforto, uma comissão foi formada no intuito de acionar o Ministério Público Estadual a intervir na problemática, porém como os moradores viram alguns operários retornarem as atividades nesta segunda-feira (29), a comissão decidiu dar mais um prazo a fim para formalizar a ação caso se faça necessário. Em contato com o secretário municipal de infraestrutura, André Cardoso, fomos informados que “realmente existe um impasse com a Embasa, já que a adutora que abastece a cidade passa pelo local, mas isso já foi equalizado”. Questionado sobre a previsão sobre o final da obra, ele respondeu que “o problema agora são as máquinas, pois enfrentamos problemas mecânicos com o martelete e o rompedor e não conseguimos outros equipamentos para a substituição” e continuou argumento que “existe uma grande rocha no local e não podemos utilizar explosivos, já que o local é muito habitado, então, diante disso, encontramos uma saída que foi a introdução de uma massa expansiva na rocha e nos próximos 3 dias acreditamos que a rocha irá se romper e, com isso, as obras poderão ser finalizadas”. Sobre a questão da chuva ele declarou que “não há problema, pois seria feito o devido escoamento das águas. As obras não seriam destruídas como estão imaginando”. 

A rocha à flor da terra é agora o grande desafio para que as obras possam ser finalizadas (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário