ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Sindicato dos Comerciários de Brumado e Região lança benefícios que melhoram o relacionamento entre empresa e trabalhadores

Google Tradutor adiciona Guarani e outros idiomas da África, Ásia e América do Sul

Polícia Rodoviária Federal registra apreensão recorde de cocaína em 2021

Mãe tenta vender filho por R$ 400 e foge do hospital após parto

Brumado: Homem é preso após matar companheiro da ex-namorada com golpes de faca no bairro do Mercado

Planejamento das Eleições Gerais 2022 é debatido na sede do TRE-BA

Barra da Estiva: PM apreende seis carros com suspeita de serem clonados

CGU aponta R$ 2,6 bi em desvios do Farmácia Popular

Eleições no Clube Social de Brumado: Chapa 2 quer renovação e inclusão das mulheres na gestão

Estados dizem que cumpriram lei e vão recorrer no STF sobre ICMS no diesel

Em mais uma decisão, justiça suspende licitação que pretendia privatizar serviços de água e esgoto em Brumado

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Neste domingo (15) haverá o fenômeno 'Lua de Sangue' triplamente especial

Sabadão! Tudo pronto para a festa 'Apaixona Brumado' no espaço Popeye Prime

STF suspende políticas estaduais sobre o ICMS do diesel a pedido do Governo Federal

Anvisa e Butantan se reúnem para tratar da CoronaVac para crianças

Idosa que passou 72 anos em situação análoga à escravidão é resgatada no rio no Rio


Operação `Gatonet´ da PF combate comércio de receptores ilegais de TV por satélite

Foto: Divulgação l PF

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira (19) a Operação Satelles, em Porto Alegre, para combater o comércio ilegal de receptores de TV via satélite. As operações também vão se estender por todo Brasil. Cerca de 70 policiais cumprem quatro mandados de prisão preventiva, três de prisão temporária e cinco de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para delegacia a fim de prestar depoimento e depois liberada. Os agentes executam ainda dez mandados de busca e apreensão e o sequestro de 13 imóveis e sete veículos (patrimônio avaliado em cerca de R$ 4 milhões), além do bloqueio das contas bancárias e aplicações financeiras vinculadas aos investigados. Os mandados judiciais foram expedidos pela 7ª Vara Federal de Porto Alegre. A Justiça Federal também determinou o congelamento dos domínios de internet utilizados pelos investigados e sites usados para a comercialização, em todo o Brasil, dos produtos eletrônicos contrabandeados. Os suspeitos poderão responder pelos crimes de contrabando e descaminho, lavagem de dinheiro e ocultação de bens, associação criminosa, estelionato (fraudes para obtenção irregular de acessos a sinais televisivos pagos) e sonegação fiscal.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário