ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brasil: 75% das famílias têm dívidas, aponta Mapa do endividamento

Ministério da Saúde oferece mais de 21 mil vagas para Médicos pelo Brasil

Judiciário da Bahia inaugura varas em duas cidades baianas

Novas regras da Tarifa Social devem beneficiar mais de 11 milhões de pessoas

Polícia extermina plantação com mais de 18 mil pés de maconha em Curaçá

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Brumado: Divulgado o calendário de funcionamento do comércio no mês de dezembro

Mês de novembro apresentou menor número de mortes violentas na Bahia

Região Nordeste concentra quase metade das pessoas em situação de miséria, aponta IBGE

Nordeste: Comitê Científico do Consórcio recomenda cancelamento de Réveillon e Carnaval

Brumado: Após passar pela Secretaria Municipal de Esportes, Paulo Sérgio volta a presidência da LBF

Agência é explodida em Iguaí, Sudoeste do Estado

Bahia recebe 150 mil doses de vacina BCG após municípios enfrentarem desabastecimento


'Pesquisa agora é precipitação', diz Curvello sobre liderança de Neto contra Rui

Secretário de Comunicação do Estado da Bahia, André Curvello (Foto: Reprodução)

O secretário de Comunicação do estado da Bahia, André Curvello, minimizou os números do estudo do Instituto Paraná Pesquisas que apontam uma liderança do prefeito ACM Neto (DEM) sobre o governador Rui Costa (PT) na corrida pelo Palácio de Ondina em 2018. De acordo com o levantamento encomendado pela Record TV Itapoan e divulgado nesta quarta-feira (7), no cenário estimulado, o democrata lidera a disputa com 54,5%. Em seguida, aparecem o governador Rui Costa, com 24,1%; o senador Otto Alencar (PSD), 4,7%; e Fábio Nogueira (Psol), que tem 2,9%. Os indecisos somam 4,3%, e 9,5% não escolheram nenhum dos candidatos.  "Diante das informações que tenho, não levo muito a sério. De qualquer forma, a gente não está preocupado com resultado de pesquisa agora. O governador está pensando em trabalhar, manter a correria, prestar serviço em todas as áreas, todas as regiões do estado. Acho que esta coisa de pesquisa só faz atrapalhar o momento difícil que o Brasil está vivendo", afirmou Curvello durante entrevista à Metrópole FM. "Pesquisa agora é precipitação. Pesquisa na Bahia é uma coisa engraçada, a gente tem que respeitar, mas virou motivo de piada. Faz parte do jogo eleitoral", disse o secretário, que citou pesquisa onde, em 2014, Paulo Souto (DEM) aparecia liderando com 68% ante Rui Costa, que tinha 2%.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário