ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Bahia registra recorde na média móvel de casos de Covid-19

Brumado confirma a 47ª morte por conta do novo coronavírus

Caoa pode substituir Ford na fábrica de Camaçari, afirma coluna

Vacina negociada pelo Governo da Bahia é rejeitada pela Anvisa

Município de Brumado serviu como base de distribuição da Coronavac para microrregião

Brumado: Em nota, vereador denuncia que recebeu gabinete sem móveis e computadores

Mais rápida, grave e letal entre jovens: médicos relatam

Primeiras doses da vacina contra a Covid-19 chega em Brumado; imunização começou na manhã desta terça-feira (19)

Clínica Mais Vida traz para Brumado e região a médica Dra. Pâmela Araújo, que atua na área de Alergologia e Imunologia

Primeiras doses da vacina contra a Covid-19 chegam em Salvador

Nova doença pode gerar pandemia mais letal que Covid-19, alerta especialista

Bahia: Pelo menos dez cidades devem receber vacinas contra Covid-19 nesta segunda

Vacinação contra Covid-19 na Bahia deve durar 16 meses, estima Fábio Vilas-Boas

Profissionais de saúde compõem grupo da 1ª fase de vacinação contra Covid-19 em Brumado, diz secretário

Cidemar vence Covid-19 e tem reencontro emocionante com a família; vídeo

Após veículo capotar duas vezes, família sobrevive a acidente na BR-030 entre Brumado e Ibitira

Sede do Graer abrigará vacinas na Bahia; distribuição será feita com aeronaves

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Enfermeira de São Paulo é 1ª vacinada contra Covid-19 no Brasil

Pax Nacional sempre ao seu lado



BUSCA PELO ARQUIVO "11/2017"

Desaparecimento de adolescente de 16 anos permanece sob mistério em Poções

(Fotos: Divulgação)

O sumiço de uma adolescente intriga moradores de Poções e amplifica a aflição da família de Fernanda Gotardo dos Santos, de 16 anos. A garota saiu de casa na manhã da última segunda-feira (30), não retornou e não foi mais vista. Desesperados com o desaparecimento da jovem, após 24 horas, os pais decidiram abrir um boletim de ocorrência. Eles teriam recebido um telefonema de Fernanda, dizendo que estava em poder de um caminhoneiro e que não sabia em qual cidade estava. A Polícia apura se a jovem foi vítima de sequestro ou se resolveu ir à uma “aventura”. Existe também a hipótese de o “caminhoneiro” não existir. Nenhuma hipótese é descartada, inclusive a relação da jovem com os familiares é investigada. Nesse meio tempo, quem souber paradeiro de Fernanda deve ligar para o 190 da PM ou entrar em contato pelo número (77)3431-3832 ou (77) 99989-0168 (Conselho Tutelar).



Finados: Cemitérios recebem limpeza em Brumado

Cemitério Senhor do Bonfim já recebeu a limpeza (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)

Com a aproximação do dia dos finados nesta quinta-feira, dia 2, os brumadenses como todos os anos, tem a tradição católica muito forte de reverenciar os entes queridos que já não fazem mais parte do mundo físico. Por conta disso, os cemitérios municipais já passam por manutenções para que em duas épocas do ano, Finados e Semana Santa, a população possa visitar os túmulos. Uma empresa prestadora de serviços, iniciou nesta terça-feira (31), uma ampla limpeza e capina nos cemitérios, Senhor do Bonfim, no centro da cidade, e cemitério Santa Inês, na BA-148. O 97NEWS acompanhou o trabalho dos funcionários que não deixaram de expressar a satisfação em contribuir para o cuidado com um dos locais públicos que é mais respeitado pelos brumadenses. 

Cemitério Jardim Santa Inês recebeu nesta terça a manutenção (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)


Piripá: Delegado diz que mais de 30 armas e 100 veículos foram levados de delegacia durante protesto

(Foto: Reprodução TV Sudoeste)

Mais de 30 armas de fogo e cerca de 100 veículos, entre carros e motocicletas, foram furtados da delegacia de Piripá, no sudoeste da Bahia, durante um protesto de moradores contra o delegado da cidade, Florisvaldo Nery da Cruz, na madrugada desta terça-feira (31). A informação foi divulgada ao G1 pelo próprio delegado. Conforme Cruz, a polícia está tentando identificar os autores dos furtos. O delegado disse que os veículos roubados, que estavam apreendidos, estavam estacionados no fundo da delegacia. Com relação às armas furtadas, o delegado disse que foram de calibres diversos. "Eram todas armas que tinham sido apreendidas, tiradas das mãos do crime. Agora, voltaram novamente para as mãos de criminosos", destacou. No ato, a fachada da delegacia foi pichada e as instalações destruídas. Além disso, alguns carros apreendidos que estavam no local foram queimados. Os moradores que realizaram a manifestação contra o delegado dizem que ele não estaria mais abrindo investigações, efetuando prisões, nem enviando os processos à Justiça. Na quarta-feira passada, populares já tinham feito outro protesto na cidade contra o titular. O delegado disse, no entanto, que o ato foi feito por pessoas ligadas a um grupo político da cidade, depois que ele teria aberto investigação sobre corrupção no município. "É um movimento que começou pela Câmara (de Vereadores) e pelo Executivo contra o delegado", afirmou o investigador, que já contabiliza 15 processos administrativos abertos por denúncias de moradores.  Florisvaldo Nery da Cruz afirma que atua na cidade desde o ano de 2006 quando começou a investigação da suposta prática de corrupção na prefeitura. "O problema é que sou um delegado diferenciado, não aceito propina e combato a corrupção. E nesse combate à corrupção comecei a atuar e tive alguns resultados, inclusive busca e apreensão das pastas de documentos de prestação e contas do prefeito", contesta. O delegado disse que sofreu duas transferências do cargo na cidade e só retornou no ano de 2011. Florisvaldo também reclama da falta de condições para que consiga atuar e combater a ocorrência de crimes na cidade. Ele diz que ele trabalha sozinho na delegacia, sem nenhum escrivão. O município teria ainda dois policiais militares. O delegado afirma que a delegacia só conta com uma viatura, um aparelho de fax e uma linha de telefone. "A ineficiência da Polícia Civil decorre da omissão do estado. Hoje sou reduzido como fazedor de ocorrência. Sou delegado 24h por dia, moro na cidade", disse.



Secretária dos Direitos Humanos é exonerada após criticar portaria do trabalho escravo

Foto: Reprodução

A secretária nacional de Cidadania do Ministério dos Direitos Humanos, Flávia Cristina Piovesan, foi exonerada do cargo pelo ministro da Casa Civil Eliseu Padilha. Flávia teve sua exoneração publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (1º). Recentemente, a agora ex-secretária criticou a portaria do Ministério do Trabalho que modificava regras de combate e fiscalização do trabalho escravo. A medida do governo Michel Temer foi suspensa posteriormente pelo Supremo Tribunal Federal (STF), por meio de uma liminar expedida pela ministra Rosa Weber. Flávia Piovesan afirmou que a portaria era uma ofensa à Constituição Federal, ao Código Penal e aos tratados de direitos humanos ratificados pelo Brasil com outros países. A portaria alterou a definição de conceitos importantes para caracterizar a situação de trabalho análoga à de escravidão, como os de trabalho forçado, jornada exaustiva e condições análogas à de escravo, passando a exigir, por exemplo, que para a caracterização do trabalho escravo houvesse a restrição da liberdade de locomoção do trabalhador ou o uso de segurança armada para reter o trabalhador no local de trabalho.



Projeto de Zé Raimundo que define critérios para nomes de ruas e escolas é aprovado na CCJ

(Foto: Divulgação)

A Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa da Bahia aprovou hoje (31),por unanimidade, o projeto de lei  de autoria do deputado Zé Raimundo para normatizar a denominação de ruas, escolas, prédios e bens públicos na Bahia. Ele propõe critérios para essa prática de homenagear fatos históricos, personalidades e os bens culturais e naturais. Na sessão que aprovou o PL 20.650/2013, o autor lembrou que teve o maior cuidado de examinar e estudar a matéria, tendo enviado cópias para os colegas que quisessem tirar dúvidas. O projeto de Zé Raimundo, que é professor e doutor em História, é recheado de dados pesquisados, reveladores das distorções, excessos e ilegalidades, que segundo ele ferem a legislação federal (Lei nº. 6.454/77). Revela, por exemplo, que entre as 10 maiores cidades baianas, ruas e avenidas levam nomes de pessoas vivas, como do ex-governador Paulo Souto. De acordo com a justificativa do deputado para o PL, dar nome de pessoa viva a um patrimônio público atenta contra a administração pública e pratica a propaganda ostensiva e permanente. “A utilização de nomes de pessoas vivas nos bens pertencentes ao patrimônio público, móveis ou imóveis, tem sido uma preocupação das autoridades que zelam pelo que é de todos, certamente para impedir a privatização do patrimônio público, ou com outras palavras, a sua patrimonialização”, argumenta. Zé Raimundo defende a preservação da memória coletiva nos bens públicos, mas estabelece no seu projeto critérios mais objetivos para essa prática, como o que atribui a cada um dos poderes a definição de suas homenagens. Ou seja, móveis e imóveis do Poder Judiciário serão denominados por lei de iniciativa do Tribunal de Justiça, e a mesma regra será aplicada nos poderes executivo e legislativo. O projeto também exige justificativa a respeito do nome indicado, com a biografia e a relação das obras e ações do homenageado, especialmente com a correlação entre a sua trajetória e a denominação a ser atribuída.