19.Abr.2017 - 16:02
 
Boato de morte de crianças pelo jogo Baleia Azul no Brasil assusta brumadenses
Por Redação
 
 

Mensagem no WhatsApp dizia que jovem daria balas envenenadas para crianças de três escolas da cidade (Foto: Luciano Santos l 97News)
 

Um boato envolvendo o jogo "Baleia Azul" (Blue Whale), que incentiva o suicídio, assustou moradores de Brumado, Sudoeste da Bahia, nesta quarta-feira (19). Uma mensagem, que começou a circular pelo WhatsApp, dizia que uma participante do desafio estava pronta para envenenar crianças de três escolas do município. O episódio deixou em alerta a Polícia Militar e as diretorias das instituições. A PM afirma que o conteúdo é falso. No texto, que se espalhou por vários grupos de Whatsapp, uma menina se identifica como moradora de Brumado, diz que está na décima tarefa das 50 relacionadas ao jogo, e que esta etapa seria distribuir balas envenenadas para 30 crianças de três escolas da cidade. “Oi me chamo Yasmim, estou no desafio da baleia azul, moro na cidade de Brumado estou no décimo desafio, que é dar balas envenenadas para 30 criancas de 3 escolas diferentes, como já conheco bem a cidade, escolhir o Idalina, o Cmeas e o Caic, pois tem mais crianças, peço desculpas as mães, mas tenho que cumprir, ou eles vêm atrás de mim, sinto muito pelos filhos de vcs, desafio aceito”, diz a mensagem, que começou a circular no início da manhã desta quarta-feira (19) na cidade. 

 


Segundo a polícia, há mais versões da mensagem circulando, com outras cidades e outras escolas (foto: Reprodução l WhatsApp).

 

Segundo especialistas de segurança, a mensagem é falsa, e além disso, o 10º desafio que aparece na mensagem não é um dos que consta na lista do jogo. Em Brumado, até o momento, não tem notícias de moradores envolvidos no jogo. A Polícia Civil também informou que não há ocorrências sobre o assunto. Ainda de acordo com a Polícia, desde que os casos relacionados ao game começaram a ser divulgados na imprensa, professores e pedagogas de todo Brasil começaram a abordar o assunto em sala de aula, fazendo um trabalho de prevenção. Na Bahia, uma adolescente de 15 anos, Ana Vitória Sena de Oliveira, desapareceu nesta segunda-feira (17), na cidade de Juazeiro, norte do estado, mas a Polícia Civil da cidade, não confirma se o desaparecimento tem ligação com o caso do game "Baleia Azul". Já a família suspeita que o sumiço tenha sim relação com o jogo.

 

Foto: Divulgação