09.Abr.2017 - 09:34
 
Thiago Pitbull aposenta canadense e garante a festa brasileira no UFC 210
Ag. Fight
 
 

Thiago Pitbull arrisca chute na cabeça do canadense Patrick Cote | Josh Hedges/Zuffa LLC
 

O card principal do UFC 210, evento realizado neste sábado (8), contou com dois brasileiros logo de cara. Depois da vitória com apenas dois minutos de Charles do Bronx (https://esporte.uol.com.br/mma/ultimas-noticias/2017/04/08/emnovo-peso-do-bronx-se-recupera-com-triunfo-sobre-ex-campeao-dobellator.htm), Thiago 'Pitbull' Alves duelou com Patrick Côté entre os meio-médios (77 kg) e confirmou a festa brasileira. Ex-desafiante ao cinturão dos meio-médios (77 kg), 'Pitbull' retornou à sua divisão de origem após frustrada tentativa de descer para os leves. E diante do rival canadense, o cearense espantou a má fase, retratada nas duas derrotas seguidas, e emplacou verdadeiro passeio diante da torcida presente no ginásio na cidade de Buffalo. Mais calmo, Thiago entrou no combate disposto a não se desgastar de forma desnecessária, e isso se refletiu em uma palavra: precisão. Com fortes chutes baixos e alternando golpes de encontro e contragolpes na saída dos movimentos do adversário, o brasileiro dominou as ações desde o início, e com direito à surpresas. Se no primeiro e segundo rounds Pitbull aplicou potentes knockdowns em contragolpes, na terceira e última etapa uma queda deixou o canadense sem saber o que fazer. Superado em todos os quesitos, Cote tentou partir para o tudo ou nada nos instantes finais, mas esbarrou no preparo físico e boa defesa do brasileiro, que de quebra ainda pode se orgulhar de ter carimbado o final da carreira do canadense. Com suas luvas deixadas no centro do octógono, Cote, ex-desafiante ao titulo de Anderson Silva quando ainda competia como peso médio peso-médio (84 kg), deu adeus ao MMA profissional após 34 apresentações.