26.Mar.2017 - 10:28
 
Com time reserva, Bahia encara nesse domingo (26) o Flamengo de Guanambi
Bruno Queiroz
 
 

Edigar Junio (bola) e Maikon Leite serão titulares contra o Flamengo de Guanambi (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)
 

Foram 31 jogadores utilizados e vários testes feitos com um só objetivo: observar o rendimento dos atletas antes das retas finais da Copa do Nordeste e Campeonato Baiano. Neste domingo (26), às 16h, diante do Flamengo de Guanambi, no estádio 2 de Julho, será a última oportunidade para alguns atletas mostrarem que foram de fato aprovados no rodízio feito pela comissão técnica tricolor. Apesar do compromisso no estadual, o que vem logo em seguida é o que mais importa, já que na quarta-feira e no domingo da semana que vem o Bahia já enfrenta o Sergipe pelas quartas de final da Copa do Nordeste. Sequência que precede o primeiro Ba-Vi do ano,  dia 9 de abril, na Fonte Nova. Com uma base de equipe já definida, Guto resolveu poupar todo o time considerado titular para dar chance aos que atuaram menos em 2017 de mostrarem que merecem estar também nos grandes desafios que o clube terá daqui  para a  frente. Chance que o lateral-esquerdo Juninho Capixaba não quer desperdiçar. “Para a gente que não vem jogando é bom para ganhar um pouco mais de ritmo, apesar de já termos jogado bem no início do ano no rodízio, que foi bom. Mas agora o funil acaba começando e aqueles que se destacam mais vão estar na lista e sempre atuando. O jogador que estiver melhor vai trabalhar mais” afirmou Capixaba, confiante. Na sua posição especificamente, ele tem a concorrência de Pablo Armero, que está na seleção colombiana, e Matheus Reis, contratado por empréstimo do São Paulo. Para ele, no entanto, a disputa eleva o nível da competitividade no elenco. “Acho que a disputa vai ser sadia. Guto sabe o momento de todos, o melhor momento, e vai ficar a critério dele. A disputa vai continuar nos treinos, cada um respeitando o outro, é normal”, disse Juninho. Conforme indicou o sorteio da Copa do Nordeste, a possibilidade de ter Ba-Vi na semifinal da competição já mexe com o clima dos jogadores.  “É bom sim. Jogador gosta de clássico, é um jogo bom para os dois lados. A gente está preparado para os jogos grandes, são os melhores. Preferimos os jogos grandes”, concluiu o lateral, animado. Além de Juninho Capixaba, muitos jogadores vão ter oportunidade de ganhar ritmo de jogo diante do Flamengo de Guanambi. É o caso de Wellington Silva, Maikon Leite e Edigar Junio, por exemplo, que atuaram pouco em 2017. Os três são considerados “potenciais titulares”.  O Bahia deve entrar em campo com Anderson, Wellington Silva, Lucas Fonseca, Rodrigo Becão e Juninho Capixaba; Matheus Sales, Renê Júnior e Diego Rosa; Maikon Leite, Edigar Junio e Gustavo.