19.Mai.2017 - 17:37
 
Guajeru: Paciente acaba sendo esquecida dentro de unidade de saúde; ela entrou em desespero, mas, por um golpe de sorte, foi retirada
Redação 97NEWS
 
 

A paciente acabou sendo esquecida dentro da unidade de saúde (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)
 

Na última sessão do Legislativo de Guajeru, município situado no sudoeste da Bahia, uma denúncia acabou chamando muito atenção, já que trazia em seu bojo um ato forte descaso com a área de saúde pública municipal. O autor da denúncia, o vereador Irmo “Loza” Gomes dos Santos (PP), trouxe à tona uma situação inusitada, já que, segundo a sua denúncia, uma paciente ficou presa dentro da Unidade de Saúde da Família, Alípio Sergio Carlos Garcia, que fica no centro da cidade. Segundo o parlamentar, a paciente, que irá ter a identidade preservada, foi medicada e, e em seguida, foi colocada em uma sala para tomar soro numa maca. Ao se encerrar o expediente, tanto os médicos, quanto as enfermeiras não observaram que a paciente ainda estava lá e acabaram deixando a mesma presa na unidade, a qual foi “libertada” por sorte, já que um funcionário da própria prefeitura, quando tirava fotos de um terreno no fundo da unidade, percebeu os gritos de desespero da mesma e foi lá tirá-la de dentro da unidade. Visando defender a gestão municipal, o vereador Adenilson Mesquita (PMDB) que é, inclusive, presidente da comissão da saúde de Guajeru, saiu em defesa da administração garantindo que o episódio não aconteceu. Diante desta controvérsia, o 97NEWS buscou esclarecer o fato e, segundo fontes seguras, a paciente ficou mesmo trancada na unidade e chegou mesmo a ficar desesperada, pois imaginou que iria ter que dormir no local.