97 News
publicidade
 
Vídeo em Destaque
 
Malhada de Pedras: Moradores do loteamento Urbis 4 querem o termino das obras
 
Mais vídeos
 
publicidade
 
Facebook
 
publicidade
19.Abr.2017 - 12:17
 
Câmara rejeita urgência para votar Reforma Trabalhista. Waldenor também votou contra
Assessoria Parlamentar Deputado Waldenor Pereira
 
 

(Foto: Divulgação)
 

Na noite de ontem (18), depois de uma manobra articulada pela base governista para votar a Reforma Trabalhista ainda na quarta-feira, o governo de Michel Temer (PMDB) amargou derrota na Câmara dos Deputados com a rejeição do requerimento de urgência para apreciação do Projeto de Lei 6787, que altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O deputado federal Waldenor Pereira (PT-BA) foi um dos parlamentares que votaram contra “a pressa governista em apreciar o PL que pode jogar a CLT no lixo e rasgar os direitos dos trabalhadores do Brasil”. O parlamentar baiano, que é membro da Comissão Especial da Reforma Trabalhista, afirma que a derrota de ontem foi uma “grande vitória dos trabalhadores, mas que a luta deve continuar, não só no Congresso, mas especialmente nas ruas”. “Eles trabalham com três frentes que têm como objetivo retirar direitos dos trabalhadores. Tem o projeto 4330, que hoje se encontra no Senado Federal. Em seguida, eles resgataram o projeto 4328, de 1998, o qual eu considero o mais nocivo, e que foi aprovado por essa casa há algumas semanas e existe ainda esse PL 6787, o qual é objeto de apreciação da Comissão Especial da qual faço parte, e que hoje, por meio de mais um golpe, eles tentaram aprovar em caráter de urgência, para não haver debate suficiente com a população, mas foram derrotados”, explicou Waldenor. O placar foi de 230 para os governistas contra 168 da oposição. No entanto, para o requerimento de urgência ser aprovado, era preciso 257 votos favoráveis. Waldenor acredita que esta derrota já mostra um reflexo das manifestações populares no posicionamento dos deputados e que, “no dia 28 de abril, é preciso que o Brasil vá novamente às ruas, que paralise suas atividades, em defesa dos direitos trabalhistas e sociais e contra o golpe em curso no país”. 

 

(Foto: Divulgação)
 

 
(0) comentário(s)
publicidade
 
Comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
 
Escrever comentário:
 
Nome:
E-mail (não será divulgado):
 Mensagem:
 
 
Voltar
 
 
24.Abr.2017 - Fazendeiro afirma ter sido ofendido por funcionária do Hospital Magalhães Neto
24.Abr.2017 - IBGE abre inscrições para 24,9 mil vagas nesta segunda-feira (24)
24.Abr.2017 - Brumado: Coordenador da 18ª Ciretran fala sobre os atrasos nas entregas das documentações
24.Abr.2017 - Chapada Diamantina: Caminhão carregado de maracujá tomba na BA-148
24.Abr.2017 - Baleia Azul: Delegacia federal de crimes cibernéticos iniciará operação nesta segunda-feira (24)
24.Abr.2017 - Arcebispos convocam católicos para a Greve Geral
24.Abr.2017 - Jerry Adriani será enterrado nesta segunda-feira no Rio
24.Abr.2017 - Homem é preso portando celular de professora encontrada morta em Alagoinhas
22.Abr.2017 - Brumado: Acontece entre os dias 28 a 30 de abril o Encontro da Divina Misericórdia
22.Abr.2017 - Dias d'Ávila: Turista paulista morre após queda de pêndulo de uma tirolesa
Rádio Alternativa FM 97,9
 
Últimos Eventos
 
 
Mais vídeos
 
publicidade
 
Comentários
 
Paulo A. Dias em:
Vereadores trocam socos em sessão da Câmara do município de Correntina; veja
 
Webiston Barbosa Reis em:
Brumado: Motorista perde o controle do carro na AV. Centenário, atinge motocicleta e barraca de acarajé e por pouco não causa uma tragédia
 
Roberto em:
Brumado: Área que era para abrigar o CIB acabou se tornando um grande projeto de expansão imobiliária
 
Paulo Almeida em:
Presidente do Legislativo sai em defesa da administração e garante que ‘o tempo irá esclarecer novamente que Eduardo estava certo’
 
 
 
Categorias
 
97 News © 2010-2017. Todos os direitos reservados.
 [email protected]
Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções