ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Homicídio na madrugada deste domingo (22)

Caminhão limpa fossa cai na represa de esgoto em Livramento de Nossa Senhora

Salvador: Primeira Maratona tem 3,5 mil inscritos e prefeitura quer tornar evento um dos maiores do Brasil

Apesar de fundo de R$ 1,7 bi, líderes partidários afirmam que caixa 2 continuará a existir

Conquista: Oficina sobre Desenvolvimento Social, Políticas para Mulheres e Igualdade Racial reúne 31 municípios da região Sudoeste

Proximidade das eleições de 2018 fez estados desistirem de privatizações

Está chegando a hora: Mega Estrutura da Arena Safadão começou a ser montada na manhã deste sábado (21)

Guarda Municipal de Brumado realiza a distribuição de milhares de brinquedos arrecadados na Campanha 'Doe brinquedos e ganhe sorrisos'

Jovem é morta a tiros na noite desta sexta em Poções; Vítima foi identificada

`A educação pública brasileira está sendo dilapidada´, afirma Waldenor

Justiça nega habeas corpus à empresário brumadense `Cézar de Lim´

Oito pessoas são presas em flagrante durante operação contra pedofilia em Salvador

Com Finados chegando, situação da infraestrutura do Cemitério Jardim Santa Inês é crítica; terceirização é provável

Casal de pastores é indiciado por estupros: 'Sacrifício de Abraão'

Estudantes mortos em escola serão enterrados neste sábado (21)

'Infelizmente, o candomblé continua sendo alvo de discriminação religiosa em Brumado', afirma babalorixá Dionata de Xangô

Vereadora Lia Teixeira: 'os enfermeiros da rede pública são fundamentais para o bom andamento da Saúde de Brumado'

Esgoto rompe bem debaixo de poste da Coelba no Brisa IV

Brumado: Enfermeiros da rede pública vão ao Legislativo pedir apoio dos vereadores em defesa do SUS

Goiânia: Filho de PM que sofria `Bullying´ atira em colegas dentro de escola e deixa dois mortos e feridos


Decisão liminar impede venda casada do Oi Velox e determina que Anatel fiscalize a empresa

(Foto: Divulgação)

A pedido do Ministério Público Federal (MPF) Polo Ilhéus/Itabuna (BA), a Justiça Federal de Itabuna (BA), em janeiro de 2017, determinou liminarmente que a OI/Telemar Norte Leste S/A deixe de praticar a “venda casada” de seu serviço de internet banda larga (OI Velox). Foi determinado, ainda, que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deve fiscalizar a empresa e cobrar medidas que impeçam essa prática. Segundo a decisão liminar, que acata pedidos formulados na ação ajuizada em setembro de 2016 pelo MPF, a empresa de telecomunicações deve cessar, no prazo de 60 (sessenta) dias a contar da sua intimação, a venda casada do produto Oi Velox com qualquer outro produto da empresa, em especial o serviço de telefonia fixa. Para garantir a operacionalização da medida, a Justiça determinou que a Anatel cobre permanentemente da OI/Telemar a adoção de medidas que impeçam e corrijam a prática abusiva, fiscalizando a empresa e impondo as sanções cabíveis. A prática ilegal e abusiva – vedada pelo Código de Defesa do Consumidor e pela Resolução 632/2014 da Anatel – foi atestada pelo MPF a partir de consulta ao site da Oi/Telemar, em diligências nos seus postos de atendimento e por meio da simulação de contratação do serviço de internet por meio do chat da empresa. Segundo o Procurador da República Tiago Rabelo, “a Oi continuou a realizar a venda casada mesmo após reiteradas penalidades que lhe foram aplicadas, e a ANATEL permaneceu omissa, compactuando com o descumprimento da lei”. O MPF segue monitorando o cumprimento das medidas liminares impostas pela Justiça e, caso descumpridas, pedirá a aplicação de multa e adotará as demais providências cabíveis.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário