ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

É hoje (26): Forró do Bode 2018

Brumado: Greve dos caminhoneiros continua e movimento ganha cada vez mais apoio popular

Governo publica decreto que autoriza uso das Forças Armadas para liberar rodovias

26 de Maio: Dia Nacional de Combate ao Glaucoma; saiba como se prevenir

PM nega suspensão de patrulhamento na Bahia e define estratégia de segurança

Fligê 2018 amplia programação e participação de jovens

AGU pede que STF declare greve dos caminhoneiros ilegal

Brumado: Agroamigo realiza 'Calendário do Bem 2018'

Brumado: Prefeitura divulga programação dos festejos do aniversário da cidade

Sindicato comunica que não tem mais gasolina nos postos da Bahia

‘Bairro está esquecido com ruas esburacadas, muito mato, sem UBS e sem quadra de esportes’, afirmam moradores do Esmeraldas

Exército escolta caminhão até Reduc na 1ª ação após anúncio de Temer

Pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia usa Tribuna Livre da Câmara para falar sobre projeto Impacto Esperança

'Senado está de plantão para resolver greve', diz Eunício

Presidente do Sindicato dos caminhoneiros na Paraíba diz que Temer acaba de decretar ‘guerra civil’: “O que vier a gente vai enfrentar”

Temer diz que governo acionou 'forças federais' para desbloquear estradas

Brumado: Caminhoneiros defendem ‘Intervenção Militar Já’

Brumado: 5º dia da Greve dos Caminhoneiros confirma união da categoria e repulsa aos sindicatos

Em pronunciamento no Legislativo, vereadora Lia Teixeira externa o seu apoio aos caminhoneiros

Embasa recomenda economia de água durante greve dos caminhoneiros


Músico tem cabeça decepada em Cajazeiras; vítima é autor de 'Depois de nós é nós de novo'

(Foto: Divulgação)

Coautor de “Depois de nós é nós de novo”, em parceria com o cantor e vereador Igor Kannário, o cantor e compositor Felipe Yves, 21 anos, foi encontrado morto, com o pescoço semi-degolado e marcas de tiros, na tarde desta segunda-feira (6) em uma localidade conhecida como Independência, no bairro de Boca da Mata, em Salvador, por volta das 13h50. Yves estava indo à casa da namorada em uma localidade não informada quando foi abordado por traficantes da região, que questionaram de onde ele era. Após informar que era do bairro de Boca da Mata, foi morto pelos traficantes, que arrancaram sua cabeça e atearam fogo em seu corpo. Além da parceria musical com Kannário, o jovem também era autor de um dos sucessos do verão deste ano, “Bumbum no paredão”, cantada por Léo Santana. A Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) investiga o caso. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário