ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas será paga em agosto

Mãe de Taison é encontrada após sequestro em Pelotas

Política 2018: Rejeição de eleitor encarece campanha nas redes sociais

Brumado: Acontece no próximo sábado (21) a vacinação contra 'Raiva Animal' em Cães e Gatos

Tida como improvável, aliança entre Waldenor e Vitor Bonfim será oficializada nesta quinta-feira (19)

Norte de Minas: Engavetamento com 11 veículos deixa mortos e dezenas de feridos

Caetité: Feto é encontrado por catador dentro de uma caixa em lixão da cidade

Ituaçu: Unidade Móvel da Defensoria Pública atenderá aos moradores nos dias 23 e 24 de julho

Jovem advogado que era tido como desaparecido foi encontrado em UPA de Vitória da Conquista

Brumado: ‘Volte para casa, eu vou lhe aceitar do jeito que você é’, declara pai que procura pelo filho que está desaparecido

Brumado: Área da construção civil é uma das mais afetadas pelo desemprego

Brumado: O dilema dos buracos abertos pela Embasa continua irritando os motoristas

Justiça Eleitoral cassa o mandato de 3 vereadores de Seabra

BA-148: Caminhão carregado com congelados tomba e carga foi liberada para populares

Prefeito da Lapa relata ameaça de morte após fechar prostíbulo: ‘Pegaram faca para me matar’

Cirurgião geral na Clínica Master com Dr. Pedro Thiébaut

Jovem advogado desaparece após tomar ônibus para Vitória da Conquista

Congresso quer aumentar para R$ 38 mil salário de parlamentares

França bate a Croácia e é bi mundial em jogo com VAR, falha de goleiro e gol contra

Foragido da cadeia de Macaúbas é preso em Rio de Contas


‘Aquarius’ é eleito melhor filme estrangeiro em prêmio francês

Sônia Braga no filme 'Aquarius', de Kleber Mendonça Filho (VEJA.com/Divulgação/Divulgação)

Aquarius, dirigido por Kleber Mendonça Filho e protagonizado por Sônia Braga, foi eleito o melhor filme estrangeiro pelo Sindicato Francês da Crítica de Cinema (Syndicat Français de la Critique de Cinéma), nesta segunda-feira. O filme, que concorreu à Palma de Ouro no Festival de Cannes, relata os problemas da especulação imobiliária no Brasil, personificados na última moradora de um pequeno edifício na avenida Boa Viagem, no Recife, que resiste sair do imóvel condenado à demolição para dar lugar a um grande edifício. Recebeu o prêmio de melhor filme francês Elle, de Paul Verhoeven. Como melhores obras-primas ficaram com os prêmios Diamant Noir, de Arthur Harari, na categoria nacional, e Dogs, do romeno Bogdan Mirica, na estrangeira. O prêmio, criado em 2006 e concedido por jornalistas especializados, escolheu também como melhor filme “singular” francófono La Forêt de Quinconces, de Grégoire Leprince-Ringuet, e como melhor curta-metragem L’âge des Sirènes, de Héloïse Pelloquet.

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário