ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Prefeitura de Brumado implantará processo eletrônico 'Regin' para abertura de empresas

Brumado: Continua a limpeza no pátio da 20ª Coorpin, veículos são levados para a 18ª Ciretran

Brumado: Superintendente da SMTT diz que responsabilidade de sinalização semafórica de 'Passagem em Nível' é da FCA

Brumado: Vende-se casa com piscina e área de lazer

Banco do Brasil vai contratar adolescentes para auxiliarem como jovem aprendiz em Brumado

Pai é acusado de sequestrar filha de 11 meses após fim de relacionamento com a ex-mulher

Reunião entre CDL e SMTT discutem sobre atual situação do trânsito e mobilidade em Brumado

Brumado: Unicorp realizou curso de mediação e conciliação em parceria com o Cejusc

Exames detectam alumínio no sangue de três bombeiros de Brumadinho

Jovem denuncia padrasto por tortura e estupro contra ela e a mãe

Bahia: STJ decide quem julga superlotação de presos em delegacias

Principais fraudes sofridas por micro e pequenas empresas envolvem cheques e cartões falsos

Clínica Master: Endocrinologia você encontra aqui

Comerciários de Brumado, Poções e Livramento autorizam o desconto em folha da contribuição sindical urbana

Inusitado: Médico agride mulher em trabalho de parto no Amazonas

Criança de 3 anos atropelada na zona rural de Brumado morre no Hospital Geral em Vitória da Conquista

Brumado: Trabalhadores em educação realizam ato de protesto em frente ao INSS contra a Reforma da Previdência

Durante assalto vítima fica nua para provar a bandido que nao tem mais dinheiro

Idoso morre após ter membros amputados por ataque de pit bulls

Locutor xinga Pabllo Vittar e diz que artista 'não tem música de sucesso'; fãs relatam boicote


Brumado: Produtor musical é vítima do golpe que usa a sigla do INPI

O produtor musical Joaquim Paulo da Silva, mais uma vítima do golpe que usa a sigla do INPI (Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)

Um golpe antigo, que está sendo reeditado e que vem causando novas vítimas, acende o alerta para os produtores e músicos que fecham contratos com empresas e promoters para a realização de shows. A reportagem do 97NEWS foi procurada pelo produtor brumadense Joaquim Paulo da Silva, que é responsável pela dupla sertaneja Jéssica e Patrick. Segundo o seu relato, ele foi contatado por um promoter, que a princípio se identificou ser da HP Produções, uma empresa que é de Feira de Santana, a qual, inclusive, segundo Joaquim, já teria feito contratos anteriores com ele. Devido a isso, ele não desconfiou e atendeu os pedidos do suposto promoter, que informou a ele que teria que tirar com urgência o documento da INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial, que é responsável pelas marcas e patentes. Ele ainda foi avisado que para que o prazo normal da documentação para os shows que seriam realizados nos dias 15 e 16 de outubro, não daria para ser cumprido, mas que, ele teria contatos e que o preço do documento que a princípio seria de R$ 142,00, teria que ter uma elevação e, para ficar pronto rápido, a taxa nova seria de R$ 876,00, o que ele aceitou. Após fazer a transferência bancária, o produtor brumadense não conseguiu mais contato com o suposto promoter e teve a consciência que caiu num golpe, que é antigo, mas que vem sendo aplicado novamente. Ele registrou boletim de ocorrência, mas confessa ser difícil reaver o prejuízo, mas deixa o alerta para outros produtores para não caírem no golpe que usa o nome do INPI. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário