ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Batida entre carro e caminhonete mata idosa e deixa quatro feridos em Vitória da Conquista

Mês das Crianças na Marcelo Esportes, conheça nosso showroom de brinquedos

Menino de quatro anos morre ao tentar defender a mãe de ataque do padrasto

Brumado: Paciente do CAPS desmente denuncia de carta e diz, 'se existe um paraíso, lá é o lugar'

Brumado: Motorista bate em motociclista, abandona veículo e foge do acidente

Brumado: Alunos de escolinha de futebol do São Felix comemoram o 'Dia das Crianças' e recebem palestras

RotSat: Rastreamento veicular com qualidade, eficiência e segurança

Irmã Dulce é canonizada pelo Papa Francisco e se torna a primeira santa brasileira

Brumado: PM apreende homem de 27 anos como moto roubada

34ª CIPM entrega brinquedos no Dia das Crianças em Brumado

Morre aos 61 anos Agamenon Coqueiro, ex-prefeito de Aracatu

Sesab assina ordem de serviço para construção de Hospital do Câncer em Caetité

Brumado: Moradores e comerciantes reclamam de falta de água na região da 'Feira Livre'

Fenômeno raro é visto em cidades do Nordeste

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Homem joga gasolina e coloca fogo na sobrinha em Livramento de Nossa Senhora; mulher teve 80% do corpo queimado

Novo coordenador fala da expectativa em assumir a 20ª Coorpin de Brumado

CONSEG aprova projeto de enfrentamento à violência contra mulher em Brumado


Vídeos sobre o preço da gasolina na divisa do Brasil e Venezuela viraliza na internet

Foto: Reprodução

Se os brasileiros já são apaixonados por carros mesmo pagando em média até R$ 3,89 pelo litro da gasolina no país, imaginem se o preço fosse de apenas R$ 0,39 centavos? Pois essa é a realidade dos vizinhos da Venezuela, que pagam bem menos pelo combustível do que por uma garrafa de água potável.  Acredite, encher com gasolina o tanque de um carro de família (com capacidade para 50 litros) num posto da divisa custa R$ 6,00.  Dono de uma das maiores reservas de petróleo do mundo e um dos principais fornecedores dos Estados Unidos, a Venezuela tem sua economia regida há muitos anos pelo vai-e-vem do preço dos barris no mercado internacional. Quando o valor do "ouro negro" sobe, como agora, o governo tem dinheiro de sobra para investir em infra-estrutura e programas sociais. Mas o petróleo barato influencia principalmente a microeconomia, aquela do dia-a-dia dos venezuelanos. E a diferença está nas ruas. Quase não se vê carros de mil cilindradas, mais econômicos, nas ruas. A população prefere carrões ao estilo norte-americano, que fazem em média de 5 a 7 quilômetros com um litro de gasolina, contra uma média de 10 quilômetros por litro dos carros mil cilindradas, que é um sucesso de vendas no Brasil. Por isso nesse momento de crise os brasileiros estão visitando ainda mais o país vizinho, e filmando a fila imensa de carros que aguardam para abastecer, na única bomba de gasolina que é permitida aos brasileiros.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário