ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

PRF registra 75 mortes e mais de mil feridos nas rodovias federais

Brumado: Sucata de veículos e entulho deixam moradores da 'Curva do Cinco' irritados

Sul da Bahia: Secretário de Meio Ambiente de Ilhéus assegura que praias estão limpas para receber brumadenses

Campanha contra o sarampo é retomada nesta segunda-feira (18)

Novembro Azul: Pax Nacional apoia esta ideia

Brumado: PRE prende jovem recém-saído da cadeia por furtar moto em festa de cavalgada

RotSat: Rastreamento veicular com qualidade, eficiência e segurança

Brumado: Árvore cai em cima de casas no bairro Dr. Juracy

PodoClin, Podologia Avançada em Brumado

Brumado: Polícia procura por assaltante que agrediu com socos e pontapés homem no Centro da cidade

Marcelo Esportes: Mulheres crescem e se destacam em esportes do mundo masculino

'Reencontro com a liberdade. De Lula e do Brasil', diz ex-presidente em foto no Rio Paraguaçu

Brasil vira no fim, vence o México por 2 a 1 e conquista o tetra do Mundial Sub-17

Tanhaçu: Dois homens morrem em confronto com a polícia militar

Temporal com grande incidência de raios tira emissoras de Rádio do ar em Brumado

Brumado: Secretaria de saúde firma parceria com universidade para operacionalizar a 'Xenovigilância'

Livramento de Nossa Senhora: Funcionário é agredido por empreiteiro com golpes de enxada

Gabriel Jesus erra pênalti, e Brasil perde para Argentina com gol de Messi

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

PM apreende munições e pólvora para arma de fogo em Tanhaçu


Casas poderão ter acesso forçado para combate a Aedes, projeto terá votação acelerada

Foto: Divulgação

Projeto de lei que permite o acesso forçado a imóveis para combate ao mosquito Aedes aegypti terá votação acelerada na Câmara dos Deputados. Foi acertado entre o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o autor da proposta, deputado Osmar Terra (PMDB-RS), que a matéria será votada ainda em fevereiro. Presidente da Frente Parlamentar em defesa da Saúde, Terra começará a recolher assinaturas necessárias para agilização do projeto. Para ele, o único empecilho são as medidas provisórias que trancarão a pauta do plenário até o fim do recesso. Ainda assim, há a expectativa de votação em regime de urgência. "Ninguém vai se negar a apoiar essa proposta, de levar o tema ao plenário em regime de urgência, porque é gravíssimo o que estamos passando. Muitos estados ou municípios tentam fazer leis para facilitar o acesso a casas abandonadas, terrenos baldios e outros focos do mosquito, mas é preciso uma lei federal neste momento", argumentou Terra. A proposta foi apresentada em dezembro de 2015 e terá tempo recorde de tramitação, devido à atual epidemia.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário