ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Policiais baianos recebem R$ 40 milhões em prêmio nesta quinta (14)

Conquista: Policia Civil diz que motorista de aplicativo e estudante foi morto a mando de traficante preso

Brumado: Com estimativa de renegociar dívidas, Prefeitura espera receber R$ 20 milhões

Conseg de Brumado visita instalações do Centro de Operações e Inteligência em Salvador

Pretos e pardos são maioria nas universidades públicas no Brasil, diz IBGE

Operação Proclamação da República reforça fiscalização nas rodovias federais da Bahia

Clínica Mais Vida-Endocrinologista destaca a importância de ampliação da atenção e conscientização sobre o Diabetes

Brumado: Cabeleireiro tem casa pichada no bairro do Hospital e teme ser possíveis ameaças

Brumado: Receita Federal e Ministério do Trabalho serão realocados para espaço da antiga Policlínica

Brumado: Após ter casa interditada, músico denuncia péssimas condições de casa alugada pela Prefeitura

Caetité: Operador morre após cair de pá carregadeira e ser atropelado pelo veículo

Celulares pré-pagos com cadastros desatualizados serão bloqueados

Homem é preso suspeito de comercializar anabolizantes e drogas sintéticas em Conquista

Fã que planejava 'se vingar' da cantora Simaria é preso

Brumado: Comdica e Sesoc promovem formação para Conselheiro Tutelares

Polícia apreendeu armas e munição em residência no município de Lagoa Real

Coordenador da 20ª Coorpin esclarece que incêndio causado por minerador na Chapada Diamantina 'pode não ter sido proposital'

Brumado: Funcionários relatam possíveis férias coletivas na Vix Logística, terceirizada da RHI Magnesita

Mais uma turma de motoristas de Brumado terminam curso do transporte coletivo de passageiros

Bolsonaro anuncia saída do PSL e criação da Aliança pelo Brasil


Modelo paga aluguel e faculdade no DF com venda de ‘nudes’ na internet

Fotos custam de US$ 25 a US$ 100; maioria dos clientes é de americanos. Alguns a procuram ‘apenas para conversar’, diz; namorado e pais apoiam. (Foto: Reprodução)

Após perder o emprego em um órgão público, uma estudante de arquitetura do Distrito Federal decidiu ganhar a vida vendendo fotos sensuais por um aplicativo na internet. Segundo Jéssica Constantino, de 24 anos, o trabalho é feito por pacotes, que variam de US$ 25 a US$ 100. A maioria dos clientes é de americanos e alguns a procuram apenas para conversar e trocar confidências. Jéssica não revela o quanto ganha por mês, mas diz que se mantém com a venda das fotos. O comércio é feito pelo Snapchat, aplicativo que permite que o usuário tire fotos, grave videos, adicione textos e desenhos à imagem e escolha o tempo que o conteúdo ficará disponível a um contato. Com a venda do conteúdo erótico, a modelo diz conseguir pagar as mensalidades da faculdade particular que cursa, morar em um bairro de classe média em Brasília (Águas Claras) e realizar “sonhos consumistas”. Um deles foi a compra de uma bolsa de uma marca italiana, que custou R$ 8 mil, afirma.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário