ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Hemoba esclarece falta de 'bolsas' de coleta no hemocentro de Brumado

Clínica Master: Cirurgião Geral Dr. Pedro Thiébaut

Especialistas alertam para risco de pandemias globais em assembleia da ONU

RotSat: Rastreamento veicular com qualidade, eficiência e segurança

Brumado: Câmara vota hoje (23) projeto de lei que insere, altera e revoga dispositivos da Zona Azul

Brasileiros de alta renda são menos tributados na média dos países do G7, diz pesquisa

Inovare Odontologia & Saúde: O que é Gengivite e Periodontite

Brumado: Moradores do bairro São Jorge denunciam queimadas provocadas pela população às margens do Rio do Antônio

Caculé: Homem que estava desaparecido à três dias é encontrado morto; choque elétrico pode ter provocado o óbito

BR-030: Caminhão carregado com maracujina tomba próximo ao distrito de Ibitira

Brumado: Homem é baleado em tentativa de assalto na BA-148, próximo à entrada de Pedra Preta

Homem se afoga após pedido de casamento debaixo d'água

Homem é detido transportando mais de cem celulares sem nota fiscal em Jacobina

Moradora de Guajeru relata susto com roda de ônibus escolar que se soltou enquanto transportava alunos da zona rural

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Livramento de Nossa Senhora: Polícia investiga casos de clonagem de números de telefone na cidade

Brumado: Despesas com saúde pública chega aos 34% com vítimas do trânsito

Vitória da Conquista receberá o maior evento Fitness da Bahia, o 'Confit Evolution'

Bahia: Queimadas aumentam 58% em comparação ao ano passado

Brumado: Nesse final de semana tem mais uma rodada do Campeonato de Futebol de Veteranos no 'Gilbertão'


Baianos idealizam aplicativo para casais e pessoas interessadas em viver relações poliamorosas

Apesar de frequentadores de sites de relacionamento, casais sentiam falta de uma ferramenta especializada em pessoas que desejasse passar por novas experiências afetivas (Foto: Reprodução)

O relacionamento do casal baiano Rafael*, 35, e Morgana*, 33, estava próximo de completar uma década, sem que houvesse brigas constantes nem momentos de crise. Mesmo assim os dois achavam que a relação precisava de oxigenação, de alguma novidade, ou correriam o risco de cair no marasmo e até de uma possível separação. Foi durante uma viagem que Rafael sugeriu que o casal poderia viver algo diferente e unir mais alguém à dupla. Depois de muita conversa, Morgana concordou. Após criarem perfis em alguns sites de relacionamento e vez ou outra surgisse uma pessoa interessante que também estava a fim, os dois perceberam que a maioria das pessoas eram avessas à ideia, além disso as páginas não possuíam filtro para relações poliamorosas. “Foi aí que eu sugeri ao Rafael que criássemos um site, alguém poderia estar passando pela mesma situação que a gente”, diz a Advogada. O objetivo principal do aplicativo Pitanga e da rede social Pitanga Club é juntar pessoas que procuram se relacionar poliamorosamente, seja numa relação afetiva, ou numa simples fantasia.  “Apesar dessa característica ser o carro-chefe da rede, o aplicativo não é restritivo, há espaço também para quem procura um parceiro, um relacionamento monogâmico”, esclarece Rafael. “É importante que as pessoas saibam que somos um casal como outro qualquer, cuidamos de nossos filhos, trabalhamos, temos nossas relações sociais e familiares e não frequentamos site, festas ou casas de swing. Falo isso porque as pessoas provavelmente vão associar o Pitanga Club a estas práticas, e não é essa nossa intenção, o Pitanga foi feito para pessoas comuns que queriam experimentar uma nova possibilidade”, finaliza Morgana. O casal adianta que o perfil “Morgana”, pertence aos dois, e que estão disponíveis para conversar, contar todo processo do aplicativo e conhecer interessados. O aplicativo e site foi de lançado no dia 7 de janeiro e já alcançou mais de 300 membros entre casais, mulheres e homens cadastrados.  

Funcionamento do Pitanga 


Ao se cadastrar na rede social, os usuários assumem o papel virtual de uma pitanga. No ato de buscar um parceiro, parceira ou parceiros, a página mostrará as pessoas mais próximas geograficamente e com as características de acordo com os filtros preenchidos na busca, como idade, tipo de relacionamento, que pode ser romance, aventura, entre outros, por exemplo. A partir daí, o usuário pode decidir se deseja ou não a pessoa encontrada, classificando-a como madura (sim), verde (não), ou ‘de vez’ (quase o que procura). Havendo reciprocidade (sim) na marcação, o casal poderá iniciar uma conversa. No Pitanga, os usuários podem cadastrar, com segurança, fotos públicas e privadas, sendo que as fotos públicas são vistas por todos usuários da rede, e as fotos privadas somente são vistas por usuários autorizados. Por segurança, o Pitanga admite também fotos de perfil desfocadas, isso porque, em se tratando de uma rede social para casais e pessoas liberais, o Pitanga compreende que, apesar das pessoas quererem e acreditarem em formas de amar mais livres, elas ainda não estão preparadas para se expor. 
*Para preservar a identidade do casal, os nomes são fictícios. 
O que: “Pitanga” e www.pitanga.club (aplicativo e site para casais que procuram relações poliamorosas). Aplicativo gratuito disponível para aparelhos androide na play store do Google.

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário