ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: No dia do aniversário da mãe, adolescente é assaltado e tem arma apontada na cabeça por bandido

Fann Estourado já está em São Paulo gravando sucesso “Lembrar da gente” com reconhecido produtor musical

Professores do Idalina fazem paralisação relâmpago por falta de material pedagógico; SEMEC explica e resolve rápido a situação

Brumado: 'COMDICA' tem novos conselheiros para o biênio 2018/2020

A desculpa do 'preso político'

Brumado: Bandidos arrombam loja de móveis e ‘fazem a limpa’ no cofre

Desapropriação: ‘Estou sendo perseguido por fazer oposição ao prefeito’, afirma ‘Osmani da Borracharia’

Governador Valadares: Acidente com ônibus, carreta e caminhonete deixa mortos e feridos na BR-116

Rui autoriza início imediato de construção da Policlínica Regional de Saúde em Paulo Afonso

‘A situação está cada dia pior’, protestam moradores da região de Furado de Maria Nova

Morre, aos 81 anos, Waldyr Sant'anna, primeiro dublador de Homer Simpson

Endocrinologista Drª Minelli Salles na Clínica Master

Brumado: Empossados os novos membros do CMAS para o biênio 2018/2020

Brumado: Campanha de Vacinação contra a Gripe se inicia hoje (23); Dia D será 12 de maio

Enem: mais de mil provas podem ter sido fraudadas no ano passado

Inscrições para o Encceja terminam na próxima sexta-feira

Criança de 2 anos morre após ser espancada pelo padrasto em Barra da Estiva

Municípios do sudoeste baiano debatem a saúde pública na Bahia em Oficina de Gestão

Endureceu: ‘Essa situação dos cães errantes é uma vergonha para Brumado’, dispara Zé Ribeiro

Dois jovens morrem em acidente de moto na BA-156 entre as cidades de Jacaraci e Mortugaba


Crise: Empresário brumadense do ramo de construção civil diz que o setor teve uma queda de 30%

O empresário Fabrício Lôbo Oliveira foi realista em suas colocações (Fotos. Divulgação)

Sob a alegação de que não se pode deve ser pessimista nunca, otimista na maioria das situações, mas, sobretudo, realista sempre, o empresário do ramo de construção civil, Fabriciano Lôbo Oliveira (34) falou com a reportagem do 97NEWS sobre o desempenho do setor em 2015. Segundo ele a situação é triste, preocupante e pode se agravar e que essa foi a maior recessão que ele presenciou. “A queda no setor da construção em Brumado pode passar dos 30%, já que as vendas no varejo tiveram uma queda bem maior do que o imaginado. Eu posso garantir que eu mesmo trabalhei para me manter, além do que a carga tributária é altíssima”, explicou. Questionado sobre se ele teve que efetuar demissões, ele respondeu que “tivemos que demitir 5 funcionários, não houve outro jeito. Foi duro anunciar a demissão”. Ele também argumentou que “o ramo da construção civil é uma das referências para a economia, se ele vai mal, tudo vai mal e é justamente isso que está acontecendo. As pessoas estão com medo de construir novos empreendimentos e terminando com muito receio os que foram iniciados. O setor é uniforme, não tem um período onde se vende mais ou menos, é linear, mas, após o segundo semestre as quedas nas vendas foram mais acentuadas”. Ele ainda desabafou dizendo que “os governos que se mantêm muito tempo no poder acabam provocando o que estamos vivenciando nesse momento, temos que ter a alternância do poder, para que situações como esse enorme crise política que afetou de forma severa o nosso país não venham a acontecer mais”. E finalizou destacando que “como eu disse temos que ser otimistas, então vamos acreditar que o ano de 2016 será melhor, mas para isso temos que nos superar e trabalhar ainda mais. Que as chuvas venham e que possamos ter as esperanças renovadas”. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário