ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: No dia do aniversário da mãe, adolescente é assaltado e tem arma apontada na cabeça por bandido

Fann Estourado já está em São Paulo gravando sucesso “Lembrar da gente” com reconhecido produtor musical

Professores do Idalina fazem paralisação relâmpago por falta de material pedagógico; SEMEC explica e resolve rápido a situação

Brumado: 'COMDICA' tem novos conselheiros para o biênio 2018/2020

A desculpa do 'preso político'

Brumado: Bandidos arrombam loja de móveis e ‘fazem a limpa’ no cofre

Desapropriação: ‘Estou sendo perseguido por fazer oposição ao prefeito’, afirma ‘Osmani da Borracharia’

Governador Valadares: Acidente com ônibus, carreta e caminhonete deixa mortos e feridos na BR-116

Rui autoriza início imediato de construção da Policlínica Regional de Saúde em Paulo Afonso

‘A situação está cada dia pior’, protestam moradores da região de Furado de Maria Nova

Morre, aos 81 anos, Waldyr Sant'anna, primeiro dublador de Homer Simpson

Endocrinologista Drª Minelli Salles na Clínica Master

Brumado: Empossados os novos membros do CMAS para o biênio 2018/2020

Brumado: Campanha de Vacinação contra a Gripe se inicia hoje (23); Dia D será 12 de maio

Enem: mais de mil provas podem ter sido fraudadas no ano passado

Inscrições para o Encceja terminam na próxima sexta-feira

Criança de 2 anos morre após ser espancada pelo padrasto em Barra da Estiva

Municípios do sudoeste baiano debatem a saúde pública na Bahia em Oficina de Gestão

Endureceu: ‘Essa situação dos cães errantes é uma vergonha para Brumado’, dispara Zé Ribeiro

Dois jovens morrem em acidente de moto na BA-156 entre as cidades de Jacaraci e Mortugaba


Dono de cão com suspeita de Calazar acusa agente de endemias por cobrar exame; setor se defende

(Fotomontagem: 97NEWS)

O mototaxista Fábio Oliveira de Azevedo procurou o Grupo Alternativa de Comunicação para apresentar uma denúncia contra um agende de endemias, o qual, segundo ele, cobrou para a realização do exame de constatação do Leschimaniose Visceral, o popular Calazar. “O meu cão apresenta muitos sintomas que indicam ser Calazar e os agentes foram em casa e se recusaram a fazer o exame e, depois que fui ao setor novamente, me informaram que somente pagando que poderia realizar o procedimento confirmatório”, relatou e ainda indagou que “pagar por um exame que é de responsabilidade do estado é uma afronta, já que pagamos os impostos, além do que é um caso de saúde pública, pois caso o cão esteja mesmo infectado ele está colocando a vida da minha família e da vizinhança em risco. Não temos coragem para sacrificar o animal, então somente o setor de endemias para resolver o problema”.  Nossa equipe falou com o coordenador do setor de endemias, Fábio Azevedo que explicou que “realmente não temos o exame Elisa, que é o confirmatório, mas temos o kit de triagem, que mostra a suspeita. O Lacen também está sem o kit, então o único jeito é retirar o sangue e entregar para os proprietários para fazerem o exame num laboratório particular”. Questionado sobre os números do Calazar em Brumado, ele respondeu que “temos 3 casos suspeitos, os quais estão sendo monitorados”. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário