ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Salvador: Carro de entulho se envolve em acidente e atropela várias pessoas; uma vítima não resistiu e morreu no local

Safra baiana cresce e produção de grãos bate recorde em 2018; milho é a segunda cultura mais importante

Caetité: Duas pessoas morrem e outra fica gravemente ferida em colisão frontal na BR-030

Carreta tem leve colisão com trem e causa congestionamento na BR-030 na manhã desta terça-feira (17)

Vereadora Lia Teixeira visita obras da Creche do Bairro São José

Cuidado: Intoxicação ou envenenamento atinge 37 crianças por dia

Operação Transbordo: Bahia tem 25 mandados de prisão e 36 de busca e apreensão

Mãe de advogado desaparecido nega que ele tenha sido encontrado

Brumadenses conquistam o 4º lugar no Rally Mercosul 2018; foram 3 mil km de prova

Prefeitura de Ibotirama deverá regularizar dívida previdenciária de R$ 45 milhões com a União

Primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas será paga em agosto

Mãe de Taison é encontrada após sequestro em Pelotas

Política 2018: Rejeição de eleitor encarece campanha nas redes sociais

Brumado: Acontece no próximo sábado (21) a vacinação contra 'Raiva Animal' em Cães e Gatos

Tida como improvável, aliança entre Waldenor e Vitor Bonfim será oficializada nesta quinta-feira (19)

Norte de Minas: Engavetamento com 11 veículos deixa mortos e dezenas de feridos

Caetité: Feto é encontrado por catador dentro de uma caixa em lixão da cidade

Ituaçu: Unidade Móvel da Defensoria Pública atenderá aos moradores nos dias 23 e 24 de julho

Jovem advogado que era tido como desaparecido foi encontrado em UPA de Vitória da Conquista

Brumado: ‘Volte para casa, eu vou lhe aceitar do jeito que você é’, declara pai que procura pelo filho que está desaparecido


Crise financeira faz cachês dos maiores cantores despencarem. Axé foi o mais afetado

Cachê de Ivete despencou de R$500 mil para R$ 300 mil em menos de 6 meses (Foto: Reprodução)

Fim do ano é hora de fazer um balanço financeiro dos 12 meses que se passaram. E a música brasileira sofreu diretamente os efeitos da crise econômica que assola o país.Em média, segundo empresários ouvidos pela coluna, a queda foi de cerca de 30% do valor dos preços cobrados há um ano. Alguns ritmos musicais sofreram mais o efeito da crise do que outros. O axé music foi, disparado, o ritmo musical mais afetado. Ivete Sangalo é a única que ainda consegue se sobressair em meio à crise na Bahia. E o sertanejo continua tendo os cachês mais altos do mercado e levando mais público aos shows. Eles dominam as rádios e os empresários do meio sertanejo são muito unidos, o que mantém intacta a força da música do interior do país. Inevitavelmente, quem sofreu diretamente com a queda dos cachês foram os músicos e bailarinos. Todos (todos mesmo) os cantores cortaram, nos últimos meses, alguns componentes de suas bandas, até mesmo para diminuir os custos de transporte e hospedagem.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário