ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Pesquisa aponta que 11% dos trabalhadores com ensino superior ganham salário mínimo

'Se eu sair do PSL, maioria do partido continua comigo', diz Bolsonaro

Clínica Master: Ultrassonografia

Sobe para seis o número de mortos em desabamento de prédio em Fortaleza

Fim de semana com 40 graus em Brumado e umidade relativa do ar baixa, chegando aos 12%

Polícia Civil investiga desvio de recurso na Aspra

Vídeo mostra assaltante beijando idosa durante assalto no Piauí: 'não quero seu dinheiro'

Brumado: Embasa esclarece dificuldades no abastecimento na região da feira livre

Clínica Mais Vida: Geriatra fala sobre tratamento e cuidados com a Doença de 'Parkinson'

Após denúncia de descumprimento do Edital no concurso público de Aracatu, empresa divulga novo cronograma

Brumado: Mãe apela pela solidariedade para tratamento de sua filha com 'anemia falciforme'

Brumado: Sesau realiza Campanha Seletiva contra o Sarampo; Dia D será neste sábado (19)

Conquista: PRF prende homem com quase 30 kg de maconha prensada

Promoção: Comprou, estourou o balão, ganhou na Marcelo Esportes

Ex-pastor é preso suspeito de estuprar enteada enquanto vítima dormia

Governo abre concurso para formação de policias e bombeiros militares

Microempresário Bizunga Ramos apoia eventos do Dia das Crianças em Brumado

Brumado: Católicos comemoram canonização de Irmã Dulce, a Santa dos pobres

Brumado: Após reivindicações de moradores, prefeitura começa a molhar aterro em campo de futebol do São Felix

Quartzolar é eleita melhor empresa do ramo de Argamassa e Rejunte pelo 6° ano consecutivo


Polícia Civil indiciou três pela morte do prefeito de Itagimirim

(Foto: Reprodução)

A Polícia Civil já devolveu à Justiça o inquérito que aponta Alexsandro Neves Lopes, o “Sandro Seco”, João Neto Leles Pereira e Luiz Henrique Ramos Lacerda como os responsáveis pelo assassinato do prefeito Rielson Santos Lima.Rielson, prefeito de Itagimirim, foi morto a tiros em julho de 2014, numa praça da cidade. O diretor do Depin, Ricardo Esteves Brito Costa, disse que o procedimento 17/201 estava em mãos do Ministério Público (MP).Ele fora remetido à Polícia Civil com orientações para o cumprimento de diligências requeridas pela instituição e solicitações de medidas cautelares. O documento, agora, encontra-se com a Justiça. Rielson foi executado com 4 tiros por dois homens em uma motocicleta, quando estava num bar, numa praça em Itagimirim. Alexsandro, João e Luís chegaram a ser presos durante a investigação, mas acabaram soltos. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário