ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Barra do Choça: Ônibus da Novo Horizonte cai em ribanceira; Motorista evitou uma tragédia

SP: Justiça autoriza transfusão de sangue em recém-nascido de família Testemunha de Jeová

Zé Carlos de Jonas participa do lançamento do Projeto ‘Mutirão das Cirurgias Eletivas 2018’

Brumado: Motociclista fica ferido em colisão próximo ao SAC

Nota de Esclarecimento | Ermony Ataíde Gomes

Promoção 'Quinta Maluca' do Rey do Dellivery ainda melhor

Rio do Antônio: ‘Alex de Deca’ tem mandato extinto; vereadora foi empossada em seu lugar

Bahia: Projeto obriga Coelba a deixar toda fiação do estado subterrânea

Vereadora Lia Teixeira acompanha o início dos serviços de recuperação da estrada que liga Cristalândia a Umburanas

Caetité: Carreta carregada com bois tomba na BR-030; vários animais morreram

Quartzolar a primeira do Norte e Nordeste no ramo de argamassa e rejunte a ser certificada pelo ISO 9001/2015

Lek declara apoio às pré-candidaturas de Márcio Moreira e ‘Manelão’

Após desapropriação de terreno ao lado do IFBA, prefeitura abre licitação para construção de muro

Prefeitura de Dom Basílio negocia dívida deixada por ex-gestores; o valor chega aos R$ 7 milhões

1º de Maio dos Mineradores

Polícia invade velório para destravar celular com digitais do defunto

Consumidor: Descubra por quanto tempo seu nome fica no SPC ou Serasa

Urologia é no Centro Médico São Gabriel com Dr. Ricardo Ferraz

Brumado: Estudantes dos Cursos de Logística e Contabilidade do CEEP realizam visita técnica

Vitória e Corinthians empatam no Barradão pela partida de ida das oitavas-de-final Copa do Brasil


Presidente do Tribunal de Justiça da Bahia admite que vai ter que colocar o 'pé no freio'

(Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)

O presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Eserval Rocha, já recebeu o comunicado oficial do governador Rui Costa (PT) de que terá que se adequar ao orçamento já previsto na Lei Orçamentária deste ano e informou que já estuda formas de se adequar com os recursos que tem. O chefe do Poder Judiciário, desde que assumiu a presidência, já tinha tomado medidas com o objetivo de cortar gastos considerados excessivos, inclusive, alvos de ações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “Estamos estudando [contenção de despesas]. Isso é uma coisa que começa e não termina. Isso é constante. A administração tem que acompanhar as necessidades”, disse, em entrevista na sede do Tribunal de Contas do Estado, durante posse do novo conselheiro Marcos Presídio. Eserval Rocha se encontrou com o governador nesta segunda-feira (30), mas informou que o assunto discutido não foi só o repasse de verbas. “Tivemos discutindo a situação de uma forma global, das dificuldades que passam não o Executivo ou o Judiciário, mas o Estado da Bahia. Realmente, há uma dificuldade muito grande no que diz respeito à arrecadação de tributos. Se cai a arrecadação de impostos, cria dificuldade orçamentária para todos os poderes”. Apesar das dificuldades no orçamento, o chefe do TJ-BA garante que os investimentos no Judiciário baiano estão mantidos. “Em termos de investimentos, o Tribunal não tem nenhum problema. Muito pelo contrário, todos têm conhecimento das inúmeras obras que temos em andamento. A questão orçamentária é geral. E o Tribunal de Justiça não poderia estar diferente. Essa situação está sempre a se agravar em vista dos eventos como reajuste dos servidores, Plano de Cargos e Salários, e o PCS, realmente, é um problema para o Tribunal de Justiça, e o aumento dos magistrados”, disse, ao negar atraso nos salários e creditou a um problema técnico que não gerou a folha de pagamento dos funcionários, mas o problema seria resolvido ontem mesmo.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário