ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Previsão do tempo para feriadão é de céu claro com possibilidades de chuvas isoladas em Brumado

Policiais baianos recebem R$ 40 milhões em prêmio nesta quinta (14)

Conquista: Policia Civil diz que motorista de aplicativo e estudante foi morto a mando de traficante preso

Brumado: Com estimativa de renegociar dívidas, Prefeitura espera receber R$ 20 milhões

Conseg de Brumado visita instalações do Centro de Operações e Inteligência em Salvador

Pretos e pardos são maioria nas universidades públicas no Brasil, diz IBGE

Operação Proclamação da República reforça fiscalização nas rodovias federais da Bahia

Clínica Mais Vida-Endocrinologista destaca a importância de ampliação da atenção e conscientização sobre o Diabetes

Brumado: Cabeleireiro tem casa pichada no bairro do Hospital e teme ser possíveis ameaças

Brumado: Receita Federal e Ministério do Trabalho serão realocados para espaço da antiga Policlínica

Brumado: Após ter casa interditada, músico denuncia péssimas condições de casa alugada pela Prefeitura

Caetité: Operador morre após cair de pá carregadeira e ser atropelado pelo veículo

Celulares pré-pagos com cadastros desatualizados serão bloqueados

Homem é preso suspeito de comercializar anabolizantes e drogas sintéticas em Conquista

Fã que planejava 'se vingar' da cantora Simaria é preso

Brumado: Comdica e Sesoc promovem formação para Conselheiro Tutelares

Polícia apreendeu armas e munição em residência no município de Lagoa Real

Coordenador da 20ª Coorpin esclarece que incêndio causado por minerador na Chapada Diamantina 'pode não ter sido proposital'

Brumado: Funcionários relatam possíveis férias coletivas na Vix Logística, terceirizada da RHI Magnesita

Mais uma turma de motoristas de Brumado terminam curso do transporte coletivo de passageiros


Presídios baianos devem ganhar alas LGBTs para reduzir violência contra homossexuais

Foto: Divulgação

A Bahia deve ser o próximo estado a implantar alas para lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e trangêneros (LGBTs) como forma de reduzir a violência dentro de presídios. A mudança deve acontecer em unidades que ainda estão em construção e serão entregues em 2014. O modelo já existe em complexos penitenciários de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraíba e Mato Grosso. “A ideia é tirar essas pessoas do convívio dos presos, porque havia denúncias de maus tratos, além da necessidade de oferecer a elas um tratamento apropriado”, explicou o subsecretário de Administração Prisional de Minas, Murilo Andrade. A ala LGBTs no Presídio de São Joaquim de Bicas, em Minas, existe desde 2009. A chefe da Coordenadoria Especial de Políticas de Diversidade Sexual do estado, Walkíria La Roche, afirma que trata-se também de uma questão de saúde. Segundo ela, os homossexuais e travestis abusados sexualmente nas prisões acabam contraindo doenças sexualmente transmissíveis (DST) e, consequentemente, transmitindo a outros homens no ambiente carcerário. “É muito comum no nosso país que essas pessoas sejam usadas como moeda de troca nos presídios. Não há preocupação com a transmissão de DST. E como os homens, depois, recebem visita íntima, pode causar uma epidemia”, declarou. Informações da Agência Brasil.

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário