ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Eleições 2020: Servidor público Diego Azevedo lança pré-candidatura à Câmara de Brumado

Brumado: PM apreende menor que invadiu mercearia, furtou celular e dinheiro no Irmã Dulce

Eleições 2020: 77 partidos estão em fase de criação no Brasil

Brumado: Município está entre as cidades da Bahia com maior índice de infestação do aedes aegypti

Brumado: Morador cria bode solto e irrita vizinhos na comunidade de 'Passa Vinte', próximo a Itaquaraí

Brumado: 'Prefeitura não dispõe de terreno para ampliação do cemitério no distrito de Ubiraçaba', diz secretário de administração

Quatro morrem após batida entre carro e caminhão na BR-116, região de Cândido Sales

Homem sofre tiro acidental ao manusear arma de fogo em Livramento de Nossa Senhora

Brumado: Estacionamento desordenado na Praça Heráclito Antônio Cardoso provoca confusão

Bebê morre ao levar choque elétrico em geladeira

Polícia Civil já tem uma linha de investigação do duplo homicídio registrado em Aracatu

Brumado: Mais um brumadense leva R$ 10 mil na 'Nota Premiada' do Governo

Nutricionista da Clínica Mais Vida fala sobre a influência da nutrição na fertilidade masculina


Jogador foi denunciado por tráfico de drogas

As relações perigosas do jogador Adriano, o Imperador, com traficantes do Complexo da Penha levaram o Ministério Público (MP) a denunciá-lo por tráfico de drogas, associação ao tráfico e falsidade ideológica. Os crimes foram investigados em inquérito da 22ª DP (Penha), após O DIA denunciar, em 2010, que o ex-atleta do Flamengo havia comprado duas motos e registrado uma delas em nome da mãe de Paulo Rogério de Souza Paz, o Mica, amigo de infância do craque e traficante que durante muito tempo chefiou a quadrilha da Vila Cruzeiro.

 

Cria da comunidade, Adriano nunca escondeu sua amizade com pessoas com quem cresceu, mesmo depois que muitos deles, no entanto, enveredaram pelo caminho do crime. A denúncia — na qual o MP também representa contra Mica e um outro amigo deles, Marcos José de Oliveira, que ficou de posse das motos — ressalta que Marlene Pereira de Souza, a mãe do traficante e, segundo os documentos, dona do veículo, é analfabeta.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário