ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Em novo boletim, Sesau confirma mais dois casos de Covid-19; agora são 7 no total

Brumado tem 371 notificações de casos suspeitos da Covid-19; 18 foram descartados

Em boletim de fim de tarde, Bahia confirma 437 casos da Covid-19

Conquista: Em novo decreto, prefeito volta atrás e fecha comércio por 6 dias

Brumado: Sesau convoca médicos da rede privada para enfrentamento à pandemia do coronavírus

Brumado: Após duplicação de via, postes da Avenida Doutor Antônio Mourão Guimarães começam a ser removidos

Conquista: Em nota, Conselho de Saúde diz que município pode entrar em colapso com reabertura do comércio

Mesmo Brumado estando fora da lista de cidades que oferecem 'alto risco' de propagação do coronavírus, governo recomenda que 'fiquemos em casa'

Prefeito de Conquista reabre comércio em turnos escalonados

Bahia regista décimo óbito pelo coronavírus (Covid-19)

Coronavírus: Com apoio de órgãos da prefeitura, Guarda Civil continua intensificando fiscalização em Brumado

Brumado: Rotary doa 7600 máscaras para a prefeitura municipal; material será entregue à famílias carentes

Brumado: Juizado Especial doa R$ 50 mil para combate ao coronavírus (Covid-19)

Brumado: Com igrejas fechadas, católicos acompanham missa do 'Domingo de Ramos' pela rádio e internet

Cristãos se ajoelham nas ruas de Brumado para orar contra o coronavírus

Brumado: Município se inscreve no programa 'O Brasil Conta Comigo' para ampliar combate ao coronavírus

Brumado: Prefeitura distribuirá 3800 cestas básicas à alunos da rede municipal

Solidariedade: Caminhão carregado com limão tomba em Brumado e população ajuda motorista a recuperar carga

Brumado: Boletim fecha o domingo com 354 casos suspeitos de Covid-19

Mais um hotel é autuado em Brumado por descumprir Decreto de combate ao coronavírus


UPB repudia fala de presidente e orienta prefeitos a seguir orientação da OMS

Foto: Divulgação l UPB

A União dos Municípios da Bahia (UPB) emitiu nota de repúdio contra o presidente Jair Bolsonaro devido ao pronunciamento feito por ele na noite desta terça-feira (24). A entidade, que representa os prefeitos baianos, disse que “assistiu com grande preocupação” o discurso. Para a UPB, a fala do presidente descredibiliza os prefeitos e vai de encontro aos esforços concentrados de controle ao novo coronavírus, como “manter o distanciamento social, fechar escolas, rodoviárias e estabelecimentos comerciais”. A instituição também declarou que o pronunciamento foi um ato contraditório após as orientações dadas pelo seu próprio governo, através do Ministério da Saúde. Ainda na nota, a UPB diz que “aos prefeitos baianos, o pronunciamento do presidente passou a sensação de que o Brasil está desgovernado, sem uma liderança coerente e responsável, que respalde as decisões dos gestores locais nesse momento de crise. Deixa a certeza de que, ao seguir seus delírios de que trata-se de uma "gripezinha", serão as lideranças municipais criminalizadas pelas mortes diante da total falta de estrutura para atender casos graves como veem sendo registrados em diversos países”. A UPB conclamou os prefeitos a seguirem na adoção de medidas orientadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo governo do Estado da Bahia na “contenção do vírus que deixa um rastro de morte por onde passa”.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário