ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Eunápolis: Homem é preso suspeito de manter esposa de 18 anos em cárcere privado

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

A4 Veículos recebe visita técnica de alunos do Curso de Administração Jovem Aprendiz do Senac

Atualmente morando em São Paulo, brumadense lança sua calorosa e frenética aposta para o verão, a divertida e agitada ‘Tá Calor’

Brumado: 'Nós somos gente, não somos bicho', diz moradora da Virgílio Ataíde que cobra da prefeitura manutenção de escadaria após acidente com caminhão em 2018

Brumado: Através do Conseg, 34ª CIPM receberá doação de um drone e novos equipamentos tecnológicos

Jequié: Governador Rui Costa passa mal durante visita à cidade

Brumado: Em janeiro, acontece a 4ª edição do Campeonato Sub-17 do bairro São Felix

Brumado: Radialistas são vítimas de golpe que clona WhatsApp; polícia investiga o caso

Brumado: Longe da mídia, Yasmin Guimarães a artista brumadense que você precisa conhecer

Brumado ficará sem reforço de verba federal após extinção do NASF

Brumado: Mais de 600 famílias deixa de receber o Garantia Safra por falta do NIS

Caixa libera saque do FGTS para 9,1 milhões nesta sexta


Conquista: Manifestantes lotam frente do Fórum da cidade e pedem justiça pela morte do estudante e motorista de aplicativo

Os dois foram conduzidos ao Fórum para audiência de custódia - Foto: Whatsapp l 97NEWS

Aos gritos de “Uh, vai morrer”, centenas de pessoas se aglomeraram em frente ao Fórum João Mangabeira, na cidade de Vitória da Conquista, a 130 km de Brumado. Segundo os manifestantes, em sua maioria colegas de faculdade e motoristas de aplicativo, colegas de trabalho do universitário Hiago Evangelista Freitas, de 24 anos, que foi encontrado morto no início da tarde da última sexta-feira (8). Cerca de 48 horas depois a Polícia prendeu os acusados Rodrigo Porto Oliveira, de 22 e Alexandre Cruz Brito, de 21 anos, ambos confessaram o crime. 

Amigos de faculdade e motoristas de aplicativo lotam a frente do Fórum - Foto: Whatsapp l 97News

Na tarde desta segunda-feira (11), os acusados foram apresentados no Fórum da cidade para audiência de custódia com o Juiz. Durante a entrado dos suspeitos no local, a multidão gritava "justiça, justiça". Alguns tentaram linchar os assassinos confessos, mas um forte esquema policial protege todas as entradas e a integridade dos acusados. A polícia solicitou à Justiça que converta a prisão provisória em preventiva, sob alegação de a dupla representar perigo à sociedade e não atrapalhar a sequencia das investigações.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário