ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Morre aos 73 anos, uma das personalidades mais conhecidas de Brumado: 'Zé Borracheiro'

Quatro motoristas de aplicativos são torturados e assassinados na Bahia

Brumado: PETO apreende jovem com corrente de ouro roubada e drogas no bairro Baraúnas

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Contendas do Sincorá: Policiais civis da 20ª Coorpin prendem falsa médica que atuava de forma ilegal na Região Sudoeste

Brumado: Idoso morre ao ser atropelado por moto no bairro São Jorge

Brumado: Golpistas usam nome de mulher que teve casa incendiada no Brisa 1 para pedir no comércio

CICOM de Brumado auxilia no resgate com casal de turistas perdidos em trilha da Chapada Diamantina

Brumado: Em visita a comunidade de Campo Seco, Fabrício Abrantes diz que vai priorizar a zona rural

Brumado: 'Nem abaixo assinado resolveu', dizem moradores do Apertado do Morro cobrando melhorias para o bairro

Brumado: Prefeitura concede alvará para início das obras da faculdade de medicina

TSE aprova normas para Eleições Municipais em 2020

Brumado: Bandido se passa por paciente, fica em fila e tenta roubar idoso

Clínica Master realizou workshop: ‘Saúde Ocupacional e o Faturamento de Sua Empresa’

Brumado: Em busca do selo Unicef, audiência pública debate o papel de meninas e mulheres como líderes

Adolescentes são suspeitos de estuprar menino de 7 anos em banheiro de escola em Vitória da Conquista


Brumado: Agentes de trânsito relatam que sofrem 'bullying' por parte da administração municipal

Foto: Luciano Santos l 97News

Desde a implantação da Superintendência Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) no município de Brumado, alguns agentes de trânsito não vem falando a mesma língua dentro da instituição pública. De lá para cá, já se passaram cerca de quatro superintendentes e, nenhum deles agradou parte da categoria, segundo os próprios servidores que sempre buscam a imprensa local para relatar um fato novo. O último superintendente nomeado para o cargo, foi o ex-vereador Castilho Viana, que ao que tudo indica, também não esta agradando parte da categoria. Esta semana, a reportagem do 97NEWS foi procurada por alguns servidores da SMTT, no qual relatam situação de 'bullying' e falta de diálogo entre categoria e administração municipal. Um dos servidores que preferiu se manter em sigilo com medo de represálias, relatou que não é de agora que a categoria, segundo ele, vem sendo perseguida. "Essa especie de perseguição tanto da administração que vai e volta, mas principalmente depois que entrou o atual superintendente Castilho Viana. Ele não é o tipo de pessoa que é humana, ele simplesmente quer que a gente vai lá e faça. Só que ele quer que a gente faça certas coisas que a gente não pode", afirma o agente da SMTT. Ainda segundo o servidor público, a troca de horário na escala da categoria atrapalha nos compromissos dos servidores. "O pessoal já tem compromisso, acaba faltando e, ele dá advertência. E isso tá passando para a parte psicológica, nós somos em 12 andando nas ruas, e 8 já estão se consultando com psicólogos e um, esta no psiquiatra tomando remédios", diz o agente a reportagem. 

Foto: Luciano Santos l 97News

De acordo com o servidor, se não bastasse o trabalho estressante enfrentado por eles no dia a dia, a falta de compreensão por parte da administração, torna o trabalho uma bomba psicológica. Outro assunto abordado pela categoria foi na questão da Área Azul. Conforme os agentes, a SMTT estaria forçando a categoria a realizar infrações que não existem dentro do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). "Como é que eu vou fazer uma autuação de um cara que está completamente legal, como por exemplo, ele esperar pelo monitor da área azul por meia hora e, ele não aparecer", comenta. Ainda conforme a categoria, a insatisfação com o novo superintendente é visível. "A tendência dele é o 'chicote na mão'. Porque um exemplo é a nossa escala de serviço no sábado que é somente até as 13h. E no sábado de primavera, foi escalado todos os agentes para o período da tarde, ou seja, não ouve um entendimento, e muitos não foram e levaram advertência e, teve o dia descontado. E isso vai para as vias legais, vamos judicializar, porque nós também não somos crianças", comentou outro agente. Ele ainda completou dizendo que ao sair para trabalhar, não tem mais ânimo em colocar a farda da SMTT. "Não temos motivação nenhuma para trabalhar, sinceramente eu coloco minha farda, parece que é um peso que tá em mim, eu não tô aguentando mais, eu estou passando por tratamento com o psicólogo. Tá difícil com essa pessoa [Castilho] que esta ai, que só quer punir, punir. Tem que falar conforme a [cartilha] do Castilho", afirmou um dos agentes.

 



Comentários

  • Jansen Ricardo

    "Eu não concordo com a exposição de motivos apresentada na matéria. Se não quiser trabalhar, peça pra sair. Sou agente de trânsito concursado, ao qual escolhi desenvolver as atividades de monitoramento e fiscalização e segundo o Edital do concurso ao qual prestei, com carga horária de 40 horas no Município de Brumado. A atual gestão tem posicionado de maneira séria e comprometida, procurando dialogar e desenvolver uma gestão participativa, com reuniões em prol da construção de uma entidade melhor para atender ao cidadão e corrigir os excessos. Mas desde a escala do dia 7 de setembro, o qual os AGENTES DA AUTORIDADE DE TRÂNSITO no Município de Brumado se RECUSARAM a desenvolver a atividade de segurança viária a população e apenas Jansen, Graça e Leia se manifestaram em atender a prerrogativa de ZELAR PELA SEGURANÇA DA POPULAÇÃO. Assim o que existe é a falta de motivação por parte de alguns que poderiam alçar vôos em novas atividades, já que manifestam publicamente o descontentamento. Quanto a ZONA AZUL que aqui na cidade de Brumado é uma ÁREA em que tínhamos dificuldades de se estacionar e segurança Viária na condição de estacionamento, foi em março de 2017 desenvolvido os alicerce de atender ao cidadão que muito solicitava da SMTT mais vagas de estacionamento e o que hoje é uma realidade que atende a moradores da cidade de Brumado, bem como de cidades circunvizinhas. Mas a fiscalização dos abusos e excessos deve prevalecer e assim o agente da autoridade de trânsito deve desenvolver as condições e circunstâncias da atividade. Sou AGENTE e gosto muito do que faço, servir a coletividade, educando, corrigindo os abusos e excessos de alguns poucos que ainda insistem em DAR JEITINHO. Sou muito feliz e amo o que faço, sei que sou temido e odiado por aqueles que ainda insistem em fazer o ERRADO,as por outro lado sou admirado pela grande maioria que seguem os preceitos legais, meu nome é JANSEN."

Deixe seu comentário