ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Sobe para 24 os casos positivos de Coronavírus; Notificações chegam a 1000

Bahia: MP aciona instituições de ensino superior e solicita redução de 30% nas mensalidades durante pandemia

Proibição de transporte intermunicipal pelo Estado não se aplica ao deslocamento rural em Brumado

Revoltante: Avô é preso suspeito de abusar sexualmente da neta de 1 ano

Brumado: Dor e comoção marcam enterro da pequena Larissa Emanuelle de 9 anos morta em incêndio na zona rural

Fábrica da Azaleia vai demitir 600 funcionários em razão do novo Coronavírus em Itapetinga

Sob pressão da crise do coronavírus, bancos cortam juros do cartão de crédito

RHI Magnesita: Usar máscara é questão de responsabilidade

Bahia registra 15 mil casos confirmados de coronavírus

Bolsonaro sanciona projeto de socorro financeiro a estados e municípios

Brumado: Prefeitura realizará força-tarefa no comércio local visando o cumprimento dos decretos contra o Coronavírus

Caetité: Servidores contratados da Prefeitura denunciam salários atrasados

Brumado: Sobe para 17 o número de casos confirmados de Coronavírus

Caculé: Três bandidos morrem em confronto com a PM após tentativa de roubo a banco

Brumado: Criança de 9 anos morre carbonizada em incêndio na zona rural

CNJ solicita informações sobre altos salários de servidores e magistrados ao TJ-BA

Ipiaú: Município registra mais 7 casos de coronavírus e o 6º óbito

Sortudo: Apostador fatura mais de R$ 10 milhões na Lotomania em Ipiaú

Brumado: Câmera de monitoramento flagra adolescente furtando estabelecimento no bairro Ginásio Industrial

Vitória da Conquista registra 3 mil casos suspeitos de dengue


Pesquisa aponta que 11% dos trabalhadores com ensino superior ganham salário mínimo

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Se um dia completar o ensino superior foi garantia de sucesso profissional, há tempos essa realidade mudou. Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, apontam que 11% dos trabalhadores formais e informais que cursaram faculdades ganhavam até um salário mínimo, atualmente em R$ 998, no segundo trimestre deste ano. Esse é o maior patamar que a pesquisa alcançou desde sua primeira edição em 2012. Entre abril e junho deste ano, eram 2,77 milhões de brasileiros nessa situação. Ou seja, mais gente do que toda a população de Salvador. Esse número representa também 1,07 milhão a mais de pessoas do que há cinco anos, quando o Brasil ainda não tinha entrado em recessão. De lá para cá, com o acirramento da crise, o mercado fechando vagas, a consequente redução no rendimento das famílias e o aumento da informalidade, o número de graduados com ensino superior completo trabalhando por até um salário cresceu.



Comentários

  • Webiston Barbosa Reis

    "Não vi nada de extraordinário nessa matéria. Com a abertura escancarada de novos cursos e universidades Brasil afora, sendo muitas dessas particulares e EADs, era óbvio que isso iria acontecer, uma vez que o aumento de universitários no mercado de trabalho foi considerável nesses últimos anos, principalmente pelas facilidades com as quais entraram e continuarão entrando nesses estabelecimentos de ensino, em muitos casos, bastando para isso que não zerem as provas, que automaticamente serão candidatos seríssimos a figurarem nas listas de aprovados. Somando-se a isso, existe a baixa qualidade do ensino ofertado por diversos desses segmentos educacionais. Além do mais, ter “diploma” de nível superior, ou seja, possuir um “papel” com timbre de uma universidade e assinatura de um reitor, etc e tal, não é garantia de bons salários e “intelectualmente” NÃO significa que esse aluno venha a possuir o tal nível superior, ou seja, o nível superior tem que estar na cabeça e não no papel. Não generalizando, no entanto, existem alunos com esses tais diplomas que sequer conseguem resolver uma regra de três simples. "

Deixe seu comentário