ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Criança de 9 anos morre carbonizada em incêndio na zona rural

CNJ solicita informações sobre altos salários de servidores e magistrados ao TJ-BA

Ipiaú: Município registra mais 7 casos de coronavírus e o 6º óbito

Sortudo: Apostador fatura mais de R$ 10 milhões na Lotomania em Ipiaú

Brumado: Câmera de monitoramento flagra adolescente furtando estabelecimento no bairro Ginásio Industrial

Vitória da Conquista registra 3 mil casos suspeitos de dengue

Brumado: Secretaria de Saúde cria site para orientar população sobre o coronavírus

Bahia registra 14.566 casos confirmados de coronavírus

Brumado: Enfermeira aposentada acusa financeira de cobrar por dois empréstimos que não fez

Roberto Jefferson, Luciano Hang, deputado estadual de SP e blogueiro são alvos de operação

Urandi: Sobe para 65 o número de casos de Covid-19, o novo coronavírus

Brumado: Juiz determina afastamento de enfermeira do Hospital Municipal que está grávida e faz parte do grupo de risco

Endocrinologista da Clínica Mais Vida destaca cinco dúvidas frequentes de diabéticos sobre o COVID-19

Grávida entra em trabalho de parto e bebê nasce dentro de viatura da GCM

Pesquisadores criam curativo inteligente que inibe a propagação de bactérias

Bahia tem 305 novos casos de Covid-19 e total ultrapassa 14 mil; nº de mortes sobe para 477

Mutações registradas do coronavírus não são benéficas ao vírus, diz estudo

OMS prevê pandemia seguindo em 'ondas recorrentes'

Dono da Havan é condenado por divulgar fake news contra reitor da Unicamp

Sesab identifica crescimento de 815% nos casos de chikungunya na Bahia


Prefeitos de Brumado e Vitória da Conquista defendem divisão do estado e querem 'Bahia do Sul'

Prefeito Herzem (Conquista) e Eduardo (Brumado) - Foto: Composição l 97NEWS

Se depender dos prefeitos de Brumado, Eduardo Vasconcelos (PSB) e Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), no sudoeste da Bahia, o Estado seria dividido em dois. Com 417 municípios, os dois gestores defendem a possibilidade da Bahia ser emancipada num território nas mesmas proporções da França. O assunto que vem sendo discutido há longos anos, voltou a ser destaque na mídia baiana. Em entrevista ao site Bocão News, Herzem Gusmão diz que tem apoio de vários prefeitos, entre eles o de Brumado, Eduardo Vasconcelos. “E quem sabe que a minha querida Vitória da Conquista fosse a Capital”, afirma o emedebista. O desejo existe, mas isso não se comenta no Palácio de Ondina, residência oficial do governador Rui Costa Santos. Para Gusmão, com o estado dividido haveria maior atenção a municípios distantes da capital assim como melhor arrecadação. “Vitória da Conquista e toda a região sudoeste arrecada 1,98% do ICMS do estado. Daí a necessidade da divisão e, criar a [Bahia do Sul]. A Bahia é grande demais. É do tamanho da França. Os governos do estado não enxergam o interior”, disse Herzem. 

Foto: Reprodução

Conforme o gestor, a Bahia é mesmo um estado muito grande, maior que alguns países. Portanto, uma divisão seria algo que beneficiaria os municípios do interior, em especial cidades pequenas e regiões que sofrem com a falta de infraestrutura, escolas, saneamento e empregos, devido à ausência do Estado nas regiões mais longínquas. "Existe uma proposta que defende dividir a Bahia em 3 Estados, que abrangeria Salvador, Recôncavo, Nordeste, Chapada e Norte do Estado; Santa Cruz ou Bahia do Sul, que englobaria o Sul, Extremo Sul e Sudoeste do Estado, tendo como opções para capital as cidades de Vitória da Conquista, Itabuna ou Porto Seguro e São Francisco, abrangendo toda a Região Oeste a partir do Rio São Francisco, cuja capital poderia ser Barreiras ou Luiz Eduardo Magalhães", relatou Gusmão, prefeito de Vitória da Conquista. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário