ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Com 22 anos de história e trabalhos sociais, Alternativa FM tem licença renovada por mais 10 anos

Manutenção preventiva da Embasa suspende abastecimento em Brumado e Malhada de Pedras

Brumado: Sem lugar para sepultar, moradores de Ubiraçaba pedem ampliação de cemitério

Tradicional celebração religiosa termina com diversas motocicletas apreendidas em Livramento de Nossa Senhora

Homens agridem agentes de trânsito após notificação por estacionar em local proibido em Vitória da Conquista

TCM orienta municípios sobre uso de recursos do Pré-Sal

Durante Assembleia, Policiais Civis aprovam paralisação das atividades por 48 horas a partir da próxima segunda feira (27)

Ibama renova licença de operação de minas e concentração de urânio da INB em Caetité

Brumado: Batida entre caminhão e moto deixa trânsito lento e motociclista ferido na Av. Coronel Santos

Atleta de Brumado vem se destacando em corridas de rua da Bahia

Brumado: Sem cadeira de rodas para locomoção de pacientes, idosa tem que ser atendida do lado de fora do Lacen

PodoClin: Saiba como tratar

Prefeitura vai inaugur 1ª escola para crianças de 3 a 5 anos com nome de Émerson Kauã, vítima de crime bárbaro em Brumado

Vitória da Conquista: Ônibus do transporte público é incendiado

Brumado: Secretaria de Educação divulga lista de alunos contemplados no sorteio eletrônico da rede municipal de ensino; Veja

Duplo homicídio é registrado na tarde desta terça-feira (21) em Aracatu

Saiu mais um ganhador do 'Show de Prêmios' da Locar Rápido!

SMTT realiza mudanças no sentido de via nas Travessas Moreira e Manoel Meira Clemente Sertão, centro de Brumado

Após anunciar apoio a Fabrício Abrantes, PDT de Brumado diz que vereadores terão de seguir orientações do partido

Brumado: Secretaria de Educação realiza sorteio eletrônico de matrículas para rede municipal 2020


Governo quer cobrar imposto de 0,4% para saques e depósitos em dinheiro

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O governo federal planeja cobrar imposto de 0,4% em saques e depósitos em dinheiro, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo. A cobrança integra a ideia do imposto sobre pagamentos, que vem sendo comparado à antiga CPMF. Já para pagamentos no débito e no crédito, a alíquota inicial estudada é de 0,2% (para cada lado da operação, pagador e recebedor). Ambas as taxas tendem a crescer após serem criadas, já que ideia do governo é usar o novo imposto para substituir gradualmente a tributação sobre os salários, considerada pela equipe econômica como nociva para a geração de empregos no país.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário