ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Mulher usa redes sociais para denunciar estupro em Porto Seguro: 'Nunca esquecerei'

Eleições 2020: Tendo Zé Ribeiro como principal pré-candidato à Prefeitura de Brumado pelo PT, Senador Jaques Wagner se esquiva e diz: 'Uma andorinha só não faz verão'

Caetité: Duas pessoas são baleadas durante discussão com policial durante show de Luiz Caldas

Aderindo movimento baiano, agentes e escrivães da Polícia Civil de Brumado paralisam atividades durante 48 horas

Brumado: Com presença de Jaques Wagner, PT realiza posse regional dos seus diretórios municipais

Brumado: Diagnosticada com fibromialgia, vendedora de cachorro-quente luta para pagar tratamento

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Covardia: Idosa de 80 anos tem maxilar quebrado durante assalto na zona rural de Brumado

PRF prende passageira que transportava 25kg de maconha em ônibus no município de Vitória da Conquista

PodoClin: Saiba como tratar

Bahia: Estudantes usam borra de café e criam produtos que repelem Aedes aegypti

Homem morre esfaqueado após sair de festa em Caetité

Endocrinopediatria é na Clínica Master


Secretaria Municipal de Saúde de Brumado amplia campanha de vacinação contra o sarampo

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Após o registro de sarampo no Brasil, a Secretaria Municipal de Saúde de Brumado começou a promover medidas para evitar que a doença que, após 19 anos voltou ao país, não se prolifere. De acordo com a enfermeira da Unidade Básica de Saúde do bairro Olhos D'água, Esteliana Matos, as medidas de prevenção e controle já vêm sendo adotadas. "A gente quer sinalizar e buscar esses usuários para ficarem atentos e trazer os cartões para atualizar. Sabemos que o sarampo é uma doença erradicada, não havia casos no Brasil e agora percebemos que ela esta voltando com muita força", alerta Matos. Entre as medidas, conforme e enfermeira, está a vacinação para alguns brumadenses que estão com as vacinas desatualizadas. "Além dos cartões desatualizados, pessoas que viajam para área de risco serão prioridades, à exemplo de São Paulo, Rio de Janeiro, inclusive Salvador que esta sendo considerada uma cidade de risco na Bahia, porque já teve um caso confirmado", relata. Conforme a enfermeira, o sarampo pode esta retornando ao país devido a falta de atenção da população em atualizar as vacinas. "As pessoas não estão imunizando, a vacina está disponível, se você recebe esta vacina você fica imune e não adquire a doença", esclarece Esteliana. Para o caso da vacinação para as pessoas que não tomaram vacina [tríplice viral] ou que estão com esquema de vacinação incompleto, o procedimento deve seguir normas do Ministério da Saúde, segundo a enfermeira. "De um ano até 49 anos de idade, acima dessa idade, caso for viajar para uma cidade de risco, tem direito na imunização. Mesmo que vocês achem que está imunizado, procurem uma unidade de saúde para confirmar se não há necessidade", disse ao 97NEWS, a enfermeira Esteliana Matos. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário