ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Caixa libera saque do FGTS para 9,1 milhões nesta sexta

Brumado: Polícia apreende mulher por tráfico de drogas no bairro Bom Jesus

Após receber resultado de teste de DNA homem mata cinco pessoas e se mata

Presidente da 21ª Subseção da OAB Brumado vai a Salvador para dialogar com OAB, TJ-BA e TRT

Economia Baiana registra alta de 0,8% no terceiro trimestre

Rio do Antônio: Presidente da Câmara de Vereadores é afastado

Sergio Moro comemora aprovação do pacote anticrime na Câmara

'Gato de energia': Operação prende 35 pessoas e recupera 260 milhões de kilowatts este

Brumado: Moradores cobram da prefeitura recuperação de manancial do bairro Olhos D'água

Mais de 70 famílias ficam desalojadas após forte chuva em Itambé

Bahia registrou novos casos de Aids em 2018; Sesab realiza ações de conscientização

Ultrapassado: Comunidade rural de Brumado recebe orelhão 15 anos após solicitação

Profissionais da Sesoc participam de Seminário de Acolhimento Familiar do MP

Brumado: Cipe Sudoeste apreende mulher por tráfico de drogas no bairro Irmã Dulce

Eleições 2020: Fabrício Abrantes recebe apoio do ex-vereador Romar Pereira em Brumado

Menor acusado de vários arrombamentos é apreendido pela Polícia em Brumado

Brumado: Preço alto da carne já afeta o churrasquinho

Conquista: Dupla é presa transportando mais de 50 Kg de maconha em ônibus de turismo

Desembargadores elegem Lourival Trindade como novo presidente do TJ-BA

Brumado: Loja Maçônica Manoel Carvalho promoverá primeiro 'Costelão Maçônico'


Bahia tem uma das maiores dívidas com o Fies nos cursos de Direito e Enfermagem; o valor chega aos R$ 657 milhões

Foto: Reprodução

Pelo menos 27 mil baianos contraíram dívidas com a Caixa Econômica Federal (CEF) ao usarem o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) no estado. O valor chega aos R$ 657 milhões, segundo dados da Coordenação de Concessão e Controle do Financiamento Estudantil (Cosif), obtidos pelo projeto Fiquem Sabendo. A pesquisa revela que a Bahia tem a 5° maior dívida com o Fies do Brasil: 5% do valor total de R$ 11,4 bilhões de contratos com pagamento em atraso pelo país. O número se refere a contratos firmados entre 1999 e 2009. A maior gama de inadimplentes está em São Paulo, com 145 mil contratos e pagamento em atraso acumulado que soma R$ 3,36 bilhões. As maiores dívidas com o Fies no Estadado estão nos cursos de Direito e Enfermagem, juntos, uma dívida de R$ 92,67 milhões com o governo federal. No campo da Enfermagem, somam R$ 92,66 milhões em atraso. Com maior oferta de emprego e bons salários no mercado, o curso de Medicina na Bahia tem 14 contratos inadimplentes com um pouco mais de R$ 1,6 mi em dívidas. No Fies, o estudante pode escolher pagar boa parte do empréstimo após 18 meses do término da graduação. Ser contratado após o curso superior se torna elemento recomendado para quem quer fugir da inadimplência. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário