ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Paramirim: Polícia Civil prende acusado que matou mulher e feriu homem na porta de casa

Batida entre carro e caminhonete mata idosa e deixa quatro feridos em Vitória da Conquista

Mês das Crianças na Marcelo Esportes, conheça nosso showroom de brinquedos

Menino de quatro anos morre ao tentar defender a mãe de ataque do padrasto

Brumado: Paciente do CAPS desmente denuncia de carta e diz, 'se existe um paraíso, lá é o lugar'

Brumado: Motorista bate em motociclista, abandona veículo e foge do acidente

Brumado: Alunos de escolinha de futebol do São Felix comemoram o 'Dia das Crianças' e recebem palestras

RotSat: Rastreamento veicular com qualidade, eficiência e segurança

Irmã Dulce é canonizada pelo Papa Francisco e se torna a primeira santa brasileira

Brumado: PM apreende homem de 27 anos como moto roubada

34ª CIPM entrega brinquedos no Dia das Crianças em Brumado

Morre aos 61 anos Agamenon Coqueiro, ex-prefeito de Aracatu

Sesab assina ordem de serviço para construção de Hospital do Câncer em Caetité

Brumado: Moradores e comerciantes reclamam de falta de água na região da 'Feira Livre'

Fenômeno raro é visto em cidades do Nordeste

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Homem joga gasolina e coloca fogo na sobrinha em Livramento de Nossa Senhora; mulher teve 80% do corpo queimado

Novo coordenador fala da expectativa em assumir a 20ª Coorpin de Brumado

CONSEG aprova projeto de enfrentamento à violência contra mulher em Brumado


Brumadense Caio Rubens termina entre os 500, dos 5 mil participantes no maior evento de trilha off-road do Mundo

Foto: Divulgação

O brumadense Caio Rubens encerrou sua participação no "Bananalama", evento que reuniu pilotos de moto off-road de diversas cidades do Brasil e de outros países com a conquista de chegar entre os quinhentos, nos mais de cinco mil inscritos na edição 2019 que aconteceu no último dia 07 de julho. O resultado foi garantido graças a preparação do piloto, que partiu de Brumado, sudoeste da Bahia para a cidade de Curupá, em Santa Catarina com recursos próprios e de colaboradores. Rubens explicou que o frio registrado na em Curupá durante a competição foi um adversário extra para todos os pilotos. "Enfrentamos o frio de cinco graus em Santa Catarina, no dia da competição, eu pensei até de não ir de tanto frio, mas tudo bem, porque tudo vale a pena quando você luta por um objetivo e você consegue. E graças a Deus a equipe da Bahia chegou bem colocada, ficamos entre os quinhentos pilotos, foi muito bom", disse o brumadense em entrevista ao 97NEWS. O piloto terminou a trilha, com a expectativa de dever cumprido e orgulho de ter levado o nome de Brumado para o Brasil. “Terminar a trilha já é uma vitória, porque já imaginou você largar com cinco mil pilotos e chegar entre os primeiros, vendo colega seu quebrar moto, outros que sofreram acidente e saíram da competição. É um desafio muito difícil com sessenta quilômetros de lama, e olha que eu não tô acostumado, porque aqui a gente treina na terra seca ou pedregulho", admite. Ainda segundo o piloto, além de chegar entre os 500, ele também fez questão de lembrar de sua origem. "A vibração, a emoção é tão grande que é indescritível. Fomos entrevistado pelas rádios locais, a Band Esportes falou com a gente, então levamos o nome de Brumado para o Mundo", descreve Rubens. 

Foto: Divulgação

Caio Rubens não encerrou a temporada 2019 com o Bananalama, o trilheiro destaca que muitos eventos vem por ai. "Nossa próxima trilha é no estado de São Paulo dia 14 de agosto, depois nós vamos para o estado de Minas Gerais no evento Enduro Independência em setembro, além disso, antes de tudo tem o esquenta na cidade de Ibicuí a convite de nossos amigos, Brumado terá um representante no evento", comenta Caio. Conforme o piloto, até o final do ano serão várias etapas, inclusive muitas delas na Bahia. Para Caio, o que deixa ele triste e outros colegas de modalidades esportivas diferente da dele, é a falta de apoio dos poderes públicos. "Muito triste porque o esporte é a base da saúde do ser humano, tem que existir esporte, porque ele evita muitas coisas, então o que acontece, o esporte é esquecido em Brumado. Fiquei muito triste hoje em saber que a seleção não vai participar do intermunicipal, nós temos ciclistas, judô, capoeira e outros esportes como o futsal que é esquecido. Porque isso? Eu não entendo se a verba para o esporte vem, quando eu falo em esporte não é só o motociclismo, são todas as modalidades", afirma Rubens que acredita que tudo pode mudar com a nomeação do vice-prefeito, Édio Continha para a Secretaria Municipal de Esporte. "O Continha agora assumiu a pasta, eu tenho certeza que ele gosta de esporte e vai nos ajudar e modificar isso. E nós precisamos do esporte, respeite o esporte de Brumado", finalizou o piloto de Brumado.

Foto: Divulgação


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário