ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Contendas do Sincorá: Policiais civis da 20ª Coorpin prendem falsa médica que atuava de forma ilegal na Região Sudoeste

Brumado: Idoso morre ao ser atropelado por moto no bairro São Jorge

Brumado: Golpistas usam nome de mulher que teve casa incendiada no Brisa 1 para pedir no comércio

CICOM de Brumado auxilia no resgate com casal de turistas perdidos em trilha da Chapada Diamantina

Brumado: 'Nem abaixo assinado resolveu', dizem moradores do Apertado do Morro cobrando melhorias para o bairro

Brumado: Prefeitura concede alvará para início das obras da faculdade de medicina

TSE aprova normas para Eleições Municipais em 2020

Brumado: Bandido se passa por paciente, fica em fila e tenta roubar idoso

Clínica Master realizou workshop: ‘Saúde Ocupacional e o Faturamento de Sua Empresa’

Brumado: Em busca do selo Unicef, audiência pública debate o papel de meninas e mulheres como líderes

Adolescentes são suspeitos de estuprar menino de 7 anos em banheiro de escola em Vitória da Conquista

Grupo discutirá extinção do Nasf na Câmara de Vereadores

Barragens de Rio de Contas e Paramirim estão com estruturas comprometidas, aponta ANA

Brumado: Moradores da comunidade do Jatobá apontam abate clandestino de suínos e caprinos

Caminhão desgovernado atinge lava jato e residência no município de Ituaçu; Veja o vídeo

Brumado: Casa pega fogo no residencial Brisa 1, moradores ajudaram controlar incêndio

Eleições 2020: Pré-candidato 'Manelão' comenta consulta pública realizada pela Séculus

Em passagem por Brumado, ciclista gaúcho pedala em gratidão a Deus após obter cura

Gestão por blocos de municípios é solução para universalizar saneamento básico na Bahia

Brumado: Polícia Militar apreende motocicletas com placas falsa e chassi suprimido


Brumado: Comerciantes da Praça da Prefeitura relatam que estão perdendo clientes devido ao abuso de 'pedintes'

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Frequentemente, clientes de restaurantes e lanchonetes da Praça Coronel Zeca Leite (Praça da Prefeitura) são abordados por moradores de rua ou até mesmo pedintes dentro dos estabelecimentos comerciais. Muitas vezes, essa situação acaba constrangendo as pessoas e os proprietários ficam sem saber como agir. “Isso é muito frequente. Chega 12 horas e tenho fila de pessoas pedindo marmita aqui no restaurante. Eles chegam e vão sempre na direção do cliente, que ficam sem reação, constrangidos e não sabemos como agir. Muitas vezes eu até chamo a atenção, mas eles não respeitam”, diz uma proprietária de restaurante da praça. Em um açaí da praça, a abordagem aos clientes também é frequente. “Acontece muito e é bem complicada essa situação. Nós temos que ficar pedindo para eles se retirarem, alguns nos enfrentam, aumentam o tom de voz. E tem muitos clientes que reclamam porque eles vão direto nas pessoas, pedem dinheiro, pedem cigarro”, relata a funcionária do estabelecimento. 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Recentemente a Secretaria Municipal de Assistência Social de Brumado, realizou um trabalho com moradores de rua e pessoas em situação de vulnerabilidade que viviam no estacionamento da antiga Cesta do Povo, mas de acordo com a Prefeitura, os moradores sempre voltam às ruas de Brumado. “Realizamos o serviço de abordagem social e fazemos a identificação dessas pessoas”, diz uma assistente social que não quis se identificar. Ele destaca que os moradores de rua também têm direito de entrar em estabelecimentos comerciais e fazer uso deles, no entanto, eles precisam observar algumas regras. “Não podemos impedir que eles fiquem na praça, por exemplo, e eles têm acesso a qualquer tipo de estabelecimento, podem entrar, mas não podem criar situações que constranjam os outros cidadãos que estão no local”. Nesses casos, ele recomenda que o proprietário do estabelecimento utilize o diálogo para intervir na situação. “O diálogo sempre é o melhor caminho, sem ultrapassar os direitos daquele morador ou moradora de rua”, afirma a assistente.



Comentários

  • Amaury

    "Acho que esta justificativa não é a causa do problema, os comerciantes da localidade precisam atrair consumidores para o local promovendo eventos e praticar preço justo, atualmente todos os bairros da cidade possuem opções para consumo e também os deliver´s estão aí batendo de frente com os comércios que possuem atendimento fixo."

Deixe seu comentário