ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Batida entre carro e caminhonete mata idosa e deixa quatro feridos em Vitória da Conquista

Mês das Crianças na Marcelo Esportes, conheça nosso showroom de brinquedos

Menino de quatro anos morre ao tentar defender a mãe de ataque do padrasto

Brumado: Paciente do CAPS desmente denuncia de carta e diz, 'se existe um paraíso, lá é o lugar'

Brumado: Motorista bate em motociclista, abandona veículo e foge do acidente

Brumado: Alunos de escolinha de futebol do São Felix comemoram o 'Dia das Crianças' e recebem palestras

RotSat: Rastreamento veicular com qualidade, eficiência e segurança

Irmã Dulce é canonizada pelo Papa Francisco e se torna a primeira santa brasileira

Brumado: PM apreende homem de 27 anos como moto roubada

34ª CIPM entrega brinquedos no Dia das Crianças em Brumado

Morre aos 61 anos Agamenon Coqueiro, ex-prefeito de Aracatu

Sesab assina ordem de serviço para construção de Hospital do Câncer em Caetité

Brumado: Moradores e comerciantes reclamam de falta de água na região da 'Feira Livre'

Fenômeno raro é visto em cidades do Nordeste

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Homem joga gasolina e coloca fogo na sobrinha em Livramento de Nossa Senhora; mulher teve 80% do corpo queimado

Novo coordenador fala da expectativa em assumir a 20ª Coorpin de Brumado

CONSEG aprova projeto de enfrentamento à violência contra mulher em Brumado


Proposta de trabalhar como caseiros em fazenda de Brumado, vira pesadelo, diz casal de agricultores

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Um casal de agricultores procurou a Redação do 97NEWS para relatar uma indicação de emprego em uma fazenda de Brumado, que acabou não dando certo. Natural da cidade de Casa Nova, próximo a Petrolina e Juazeiro. O casal soube da vaga de caseiro através de um caminhoneiro. Diante da oportunidade, eles vieram à Brumado para ter uma chance de trabalho, devido ao desemprego que atinge o país. Segundo o casal, o caminhoneiro indicou a proposta de trabalho, mas quando chegaram na cidade, o sonho de renda do casal se tornou um pesadelo. "Rodamos cerca de 800 km de nossa cidade natal para Brumado. Além disso andamos mais 30 km para chegar até aqui. Quando fomos conversar com o dono da fazenda, ele disse que não pagaria salário, mas apenas estadia e comida", relatou Hebert Costa da Cruz, de 42 anos. Ainda segundo o agricultor, mesmo se fosse a metade do salário ele ficaria, mas por apenas comida, ele não poderia ficar. Pois tem dois filhos para criar. "Eu queria ganhar alguma coisa, mesmo que não fosse um salário mínimo, mas só comida não conseguimos viver eu e minha esposa, além dos meus filhos que ficaram em Casa Nova", lamentou o agricultor. Sem recursos e condições, o agricultor e sua esposa Tereza Cristina Abreu, de 60 anos, contaram com a ajuda da Rádio Alternativa para tentar retornar à cidade natal. "Passamos muito sufoco na estrada para chegar aqui e ficar nesta situação. Não desejo pra ninguém isto", disse emocionada Cristina que tem esperança de conseguir um novo emprego para ajudar os dois filhos, um de 15 e outro de 9 anos que moram com uma irmã no município de Casa Nova. "Nossa ideia era trabalhar aqui e depois trazer eles para cá, mas temos que ir em busca de novas propostas", afirmou Tereza que conseguiu junto com o marido, passagem para a cidade de Teixeira de Freitas onde um tio de Hebert. "Vamos tentar mais uma chance lá, ao menos não passamos fome, porque tenho parentes na cidade. Obrigado a todos que nos ajudaram com a passagem", agradeceu o agricultor.



Comentários

  • ABIMAEL DE OLIVEIRA SILVA

    "Uma grande covardia. Mas vale lembrar que a esposa com 60 anos já pode solicitar a aposentadoria rural, ou estou enganado???"

Deixe seu comentário