ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Gabriel Jesus erra pênalti, e Brasil perde para Argentina com gol de Messi

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

PM apreende munições e pólvora para arma de fogo em Tanhaçu

Fabrício Abrantes é o novo presidente do Democratas em Brumado

Previsão do tempo para feriadão é de céu claro com possibilidades de chuvas isoladas em Brumado

Policiais baianos recebem R$ 40 milhões em prêmio nesta quinta (14)

Conquista: Policia Civil diz que motorista de aplicativo e estudante foi morto a mando de traficante preso

Brumado: Com estimativa de renegociar dívidas, Prefeitura espera receber R$ 20 milhões

Conseg de Brumado visita instalações do Centro de Operações e Inteligência em Salvador

Pretos e pardos são maioria nas universidades públicas no Brasil, diz IBGE

Operação Proclamação da República reforça fiscalização nas rodovias federais da Bahia

Clínica Mais Vida-Endocrinologista destaca a importância de ampliação da atenção e conscientização sobre o Diabetes

Brumado: Cabeleireiro tem casa pichada no bairro do Hospital e teme ser possíveis ameaças

Brumado: Receita Federal e Ministério do Trabalho serão realocados para espaço da antiga Policlínica

Brumado: Após ter casa interditada, músico denuncia péssimas condições de casa alugada pela Prefeitura

Caetité: Operador morre após cair de pá carregadeira e ser atropelado pelo veículo

Celulares pré-pagos com cadastros desatualizados serão bloqueados

Homem é preso suspeito de comercializar anabolizantes e drogas sintéticas em Conquista

Fã que planejava 'se vingar' da cantora Simaria é preso


Brumado: Agentes de saúde e endemias irão acionar prefeitura no MP por conta de retroativo salarial

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Os agentes de saúde e endemias vão ajuizar ação civil pública contra o Município de Brumado solicitando à Justiça que determine ao gestor municipal que pague imediatamente os profissionais o reajuste salarial com retroativo ao mês de janeiro. Segundo a categoria, em negociação com a administração municipal, a prefeitura não aceitou pagar de imediato e irá parcelar o valor. Ainda segundo os profissionais, na última reunião, o secretário municipal de saúde, Cláudio Feres e o secretário municipal de finanças, João Nolasco, informaram que a prefeitura não tem dinheiro para pagar os agentes e a única forma é fazendo o parcelamento da dívida em cinco vezes. Para os agentes, isso é inaceitável, por conta de gastos que estão sendo feitos pelo município, provando que não há crise na administração. “Um absurdo. Se o dinheiro veio para nos pagar, por que não nos pagaram desde janeiro e deixaram acumular? Eles desviaram o dinheiro para outra coisa,  e a gente agora é obrigado a receber esse retroativo de forma parcelada”, criticou um dos profissionais. Conforme a categoria, os agentes até tentou dividir em duas parcelas o valor, mas foi negado pela comissão da prefeitura. "A prefeitura não aceitou a opção de parcelar em duas vezes o retroativo. Diante da falta de acordo, nós vamos acionar o Ministério Público Estadual", comentou outro agente.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário