ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Modelo brumadense realiza sonho de desfilar na São Paulo Fashion Week

Maetinga: Motorista de 36 anos morre em capotamento na BA-263

Lagoa Real: Idoso morre carbonizado após tentar apagar fogo em lavoura

Perseguição policial na BR-116 termina com 200 kg de maconha apreendidos em Conquista

RotSat: Rastreamento veicular com qualidade, eficiência e segurança

Primeira missa a Santa Dulce dos Pobres leva milhares de fiéis à Salvador

Livramento de Nossa Senhora: Jovem de 29 anos é morto a facada durante briga com amigo

Brumado: Recém-nascido com problemas respiratórios é transferido de UTI aérea para Salvador

Com máscara de oxigênio suja, hospital usa copo descartável como substituto e reanima bebê

Idosa de 75 anos dá a luz a um bebê; pai da criança tem 80 anos

Brumado: 'A situação política está muito favorável para o PT', afirma ex-prefeito

Bahia: Tribunal de Justiça derruba liminar e restabelece uma única inspeção veicular por ano

Correios e Telebras entraram oficialmente no programa de privatizações

Brumado: Homem é preso por agredir a mãe, o padrasto e um vizinho no residencial Brisa 3

Brumado: Primeiro dia D de vacinação contra o sarampo acontece neste sábado (19)

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado


Cerca de 130 mil pessoas podem está infectadas com HTLV na Bahia; vírus é da família do HIV

Foto: Divulgação

A Bahia possui cerca de 135 mil pessoas com casos do vírus HTLV. O HTLV é o vírus linfotrópico da célula T humana e não tem cura, mas há tratamento. Ele é da mesma família do vírus HIV, e possui as mesmas formas de contágio: relações sexuais sem proteção, uso de agulhas e seringas contaminadas, além do aleitamento materno. Segundo o site G1, a infecção pode provocar dificuldade de locomoção e até leucemia. Uma pesquisa realizada em 379 municípios, de 2003 a 2014, mostra que, a cada 100 mil habitantes, 14 estão infectados. Esse número corresponde a quase 1% da população baiana, que é cerca de 130 mil pessoas. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) começou a registrar os casos de HTLV em 2012. Até o ano passado, foram notificados quase 2500 casos de infecção do vírus. Desse total, 75% dos registros foi em mulheres, porque a pesquisa para o vírus faz parte do pré-natal. As gestantes infectadas recebem orientação médica para não amamentar os bebês, por conta da transmissão, e ela deve ser orientada para isso já durante o pré-natal. Essa mulher recebe para esse bebê a fórmula láctea. Apesar de ser parecido com o vírus HIV, o HTLV não destrói o sistema imunológico. Apesar disso, ele pode causar leucemia e problemas urinários e neurológicos. Em geral, antes da doença aparecer, a pessoa não tem sintomas.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário