ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Motociclista vai parar em cima de picape após colisão na Otávio Mangabeira

Fim da exigência de simulador para CNH e suspensão de aulas para cinquentinha valem a partir de hoje (16)

Brumado: Projeto que será apresentado na sessão da Câmara desta segunda (16) prevê readequação da Zona Azul

Brumado: Alunos de escolas municipais são premiados com medalhas na Olimpíada Brasileira de Matemática

Brumado: Com orçamento em R$ 211 milhões, prefeitura realiza plano orçamentário para 2020

Brumado: Defensoria Pública lançará cartilha 'sobre abordagem policial'

Exame Toxicológico é na Clínica Master

Homem morre e mulher é presa em ação que apreendeu 40 kg de drogas na cidade de Vitória da Conquista

Brumado: Prefeitura, CDL, MP, Legislativo e a Zadar se reunirão na quinta-feira (19) para resolução da Zona Azul

Romeiros viajam mais de 200 km a cavalo para visitarem o Santuário da Gruta da Mangabeira em Ituaçu

Confusão durante concurso da Prefeitura de Aracatu deixa candidatos revoltados

Governador da Bahia anuncia plano de pagar royalties do petróleo a municípios

Projeto da Coelba oferece desconto na compra de placas de energia solar

Brumadense Alípio Júnior é vice-campeão Sul Americano de fisiculturismo no Peru

Brumado: PM apreende homem e drogas no bairro do Mercado

Brumado: Menor é apreendido com entorpecentes no bairro São Jorge

Juiz entende legítima defesa e arquiva inquérito de brumadense que matou jovem de 22 anos em Bom Jesus da Lapa

Brumado: 34ª CIPM forma mais uma turma do Proerd

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado


Caso a regra passe a valer, eleições de 2020 serão canceladas e prefeito Eduardo Vasconcelos terá seu mandato alongado até 2022

Presidente da Câmara Municipal Léo Vasconcelos ao lado do prefeito Eduardo Lima - Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Com a corrida eleitoral para o pleito de 2020, alguns nomes começaram a surgir em Brumado, tanto para o mandato do Executivo, como para o Legislativo. Só que a maratona para as eleições do ano que vem, poderá ser interrompida e, deixando os possíveis candidatos, sem ao menos chegar próximo ao podium do Poder. Tudo por conta da PEC 49/2019, que trata sobre o período de vigência de mandatos políticos. Se a regra passar a valer, a medida vai alinhar os mandatos políticos de gestores dos estados e municípios. Nesse caso os cargos municipais passam a ser disputados juntos com os estaduais e federais. Com isso, as eleições de 2020 serão canceladas e, prefeitos e vereadores terão seus mandatos alongados até 2022. E a regra não está longe de acontecer, é o que podemos perceber com a mobilização política no Brasil. Muitos prefeitos já se mostraram favoráveis para que a medida seja aprovada esse ano na Câmara Federal. Se aprovada, o prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB), e toda bancada da Câmara Municipal de Brumado, serão beneficiados com mais dois anos de mandato. Mas há uma regra nesse benefício, prefeitos não poderão disputar reeleição. Para muitos a proposta é “louvável”, porque um dos aspectos a se observar, é que haveria uma economia de mais de R$ 4 bilhões -- custo de cada eleição no país --, recurso que poderia ser aplicado em projetos sociais e obras. Outro ponto destacado refere-se a situação das prefeituras. Neste período em que se vive problemas com a falta de repasses e, em atraso, as prefeituras foram prejudicadas. Seria então, a oportunidade de em condições regulares fazer mais pela população. O assunto é extenso, mas não agrada muito aos novos candidatos da Capital do Minério, que mesmo faltando dezoito meses para as eleições de 2020 -- se a PEC não for aprovada --, já começaram a arregaçar as mangas e lançaram seus nomes à disputa em Brumado.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário