ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Caixa inicia a programa de demissão voluntária para 3,5 mil funcionários

Mãe é filmada agredindo filha com chicote emprovisado; Polícia e Conselho Tutelar apuram o caso

Brumado: Município será contemplado com Programa de Triagem Auditiva Neonatal

Brumado: Comerciantes estão com medo da onda de furtos e assaltos no estacionamento do Mercado Municipal

Cantora Marília Mendonça recebe cheque sem fundo de R$ 130 mil após show

Restaurante serve por engano vinho de R$ 23 mil a cliente

Mau cheiro provocado por fezes de andorinhas gera queixas na região da praça da Prefeitura em Brumado

Brumado: Cejusc aplica 'Círculo de Construção de Paz' para a Vara dos Juizados Especiais

Presidente do Comdica participa de curso para o processo de escolha unificado para o Conselho Tutelar de Brumado

Brumado: Instrutor é acusado de 'estupro de vulnerável' por abusar aluno de 6 anos em escola da comunidade de Lagoa Funda

Caetité: Carro tem pane elétrica, bate em árvore e fica destruído

Conquista: Motorista é preso com mais de meia tonelada de maconha em caminhão na BR-116

Jovem suspeito de atirar em gerente da Real Calçados durante assalto em Salvador é preso

Brumado: PETO recupera moto roubada na região de Malhada de Pedras

Estudante de direito é preso após furtar produtos em supermercado no centro de Brumado

34 obras com recursos estaduais e federais estão paralisadas na Bahia

Dia do gari: Profissionais são conhecidos pela simpatia e irreverência em Brumado

Faculdade Pitágoras oferece oficinas gratuitas de capacitação profissional em Brumado

Justiça Eleitoral multa prefeito de Guajeru em R$ 10 mil

Gerente da Real Calçados em Livramento é baleado durante assalto a hotel em Salvador


Brumado: Falta de médico e desinformação por parte da população geram críticas a saúde básica na comunidade de Itaquarai

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O 97NEWS visitou na manhã de terça-feira (14), o Posto de Saúde da Família (PSF), Juvenilson Souza Lima, na comunidade de Itaquarai, zona rural de Brumado. A nossa reportagem falou com vários moradores, e um dos maiores problemas enfrentado pela comunidade, são as falhas na atenção básica de saúde. De acordo com a moradora Josilene Gondim, com a falta de médicos no PSF, a população enfrenta alguns problemas na hora de solicitar exames e pedidos de receitas. "Estamos sem médico, se precisar de uma receita para remédios controlados não consegue, por falta do profissional, e isso já fazem seis meses", disse ao 97NEWS. Os problemas se repetem em várias regiões do município, após a saída de alguns profissionais do programa Mais Médicos. Já a dona de casa Verbenia diz que os profissionais que atuam na unidade atendem muito bem, mas com a falta do médico, tem que ir ao Hospital no centro urbano da cidade. "Sem médico, temos que ir ao hospital, e lá temos que esperar por muitas horas, porque eles atendem primeiro os casos graves", afirma a moradora. No caso do PSF de Itaquarai, são pacientes que poderiam enfrentar menos dificuldades, se houvesse um diálogo com a unidade de saúde, segundo a enfermeira Lainara Bonfim. "O povo tem que entender como é o funcionamento da atenção básica. 90% dos problemas de saúde da população são resolvidos no posto de saúde. A gente tá sem médico, não por culpa do município, mas sim, por conta da saída dos médicos do programa mais médicos. A prefeitura já realizou outro processo, para ganhar por produção, mas mesmo assim estamos com este desfalque de oito unidades sem médicos", disse a nossa reportagem a enfermeira. 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Segundo a profissional, essa falta de procura por informação, acaba que o paciente fica sem atendimento, porque não se informou sobre outras unidades que poderiam atendê-la. "O paciente vindo ao PSF, ele passa pela consulta de enfermagem, eu avalio todos os exames, oriento, faço o pré-natal, enfim, agora se ela tem outra situação mais grave como uma hipertensão com complicação que precisa passar por um cardiologista, nós encaminhamos diretamente para para outra unidade. Agora se a população decidir não vir ao posto porque não tem médico, sem se orientar primeiro, é claro que ela vai ficar sem atendimento", afirmou Lainara. A enfermeira ainda alerta para que a população não saia de suas comunidades, e vá até o Hospital Professor Magalhães Neto, para buscar atendimento básico, para isso, segundo ela, existem as unidades básicas de saúde. "A gente tem que educar a população no sentido que ela saiba que o hospital atende apenas casos de urgência e emergência, como febre alta, cirurgias, partos, acidente, hospital serve pra isso. Todas essas outras questões, tem que ser tratada no posto de saúde", relatou Bonfim. Ela ainda destacou que a unidade atende todos os pacientes, inclusive sem enfrentar filas. "Enquanto a gente não educar a população vamos ter esse problema com o hospital super lotado. Pedidos de exames ou consultas simples, é no PSF, e não no Hospital, mesmo que não haja médico na unidade de saúde", esclareceu a enfermeira do PSF de Itaquarai. 



Comentários

  • Osmar Aparecido de Morais

    "Infelizmente quem sofre com tudo isso é a população...muito triste tudo isso."

Deixe seu comentário