ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Após pacientes testarem positivo para a Covid-19, nefrologista destaca protocolos no Instituto de Nefrologia

SEST SENAT vai realizar testes rápidos de covid-19 em 30 mil trabalhadores do transporte

Bate-papo sobre coronavírus domina conversas em apps de relacionamento

Bahia chega a 290 cidades sem transporte intermunicipal suspenso devido à Covid-19

Possível retorno às aulas na rede estadual de ensino em 22 de junho é falso; decisão ainda não foi tomada

Bahia: Governador fala sobre possível subnotificação nos casos de Covid-19: 'Números reais provavelmente são maiores'

Bahia: Procura por seguro-desemprego aumenta 113%

Brumado: Pedido de flexibilização dos serviços não essenciais da DPE é negado pela Justiça

Sobe para 16 o número de pacientes curados da Covid-19 em Brumado

Fabrício Abrantes, Move Mulher e bancada do DEM querem ampliar licença maternidade de servidoras para 180 dias

Barreira sanitária continua: Mais dois veículos foram retidos pelo transporte irregular de passageiros

11 bens minerais extraídos na Bahia coloca o estado na liderança nacional

Caetité: Em teste rápido, funcionários da INB testem positivo para a Covid-19

Brumado: Caminhoneiro com sintomas de Covid-19 passa mal na BR-030 e é socorrido pelo SAMU

Mais um ônibus é retido com 25 passageiros em Brumado

Número de mortos pelo coronavírus foi maior do que o esperado para 63% dos baianos

Brumado: Servidores públicos que pertencem ao grupo de risco serão afastados durante a pandemia

34ª CIPM: 31 policiais testam negativo para o coronavírus após colega contrair o vírus

Veja o número de casos e mortes por coronavírus no Brasil e na Bahia

Macaúbas: Paciente com Covid-19 morre após traumatismo craniano


Brumado: Falta de médico e desinformação por parte da população geram críticas a saúde básica na comunidade de Itaquarai

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O 97NEWS visitou na manhã de terça-feira (14), o Posto de Saúde da Família (PSF), Juvenilson Souza Lima, na comunidade de Itaquarai, zona rural de Brumado. A nossa reportagem falou com vários moradores, e um dos maiores problemas enfrentado pela comunidade, são as falhas na atenção básica de saúde. De acordo com a moradora Josilene Gondim, com a falta de médicos no PSF, a população enfrenta alguns problemas na hora de solicitar exames e pedidos de receitas. "Estamos sem médico, se precisar de uma receita para remédios controlados não consegue, por falta do profissional, e isso já fazem seis meses", disse ao 97NEWS. Os problemas se repetem em várias regiões do município, após a saída de alguns profissionais do programa Mais Médicos. Já a dona de casa Verbenia diz que os profissionais que atuam na unidade atendem muito bem, mas com a falta do médico, tem que ir ao Hospital no centro urbano da cidade. "Sem médico, temos que ir ao hospital, e lá temos que esperar por muitas horas, porque eles atendem primeiro os casos graves", afirma a moradora. No caso do PSF de Itaquarai, são pacientes que poderiam enfrentar menos dificuldades, se houvesse um diálogo com a unidade de saúde, segundo a enfermeira Lainara Bonfim. "O povo tem que entender como é o funcionamento da atenção básica. 90% dos problemas de saúde da população são resolvidos no posto de saúde. A gente tá sem médico, não por culpa do município, mas sim, por conta da saída dos médicos do programa mais médicos. A prefeitura já realizou outro processo, para ganhar por produção, mas mesmo assim estamos com este desfalque de oito unidades sem médicos", disse a nossa reportagem a enfermeira. 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Segundo a profissional, essa falta de procura por informação, acaba que o paciente fica sem atendimento, porque não se informou sobre outras unidades que poderiam atendê-la. "O paciente vindo ao PSF, ele passa pela consulta de enfermagem, eu avalio todos os exames, oriento, faço o pré-natal, enfim, agora se ela tem outra situação mais grave como uma hipertensão com complicação que precisa passar por um cardiologista, nós encaminhamos diretamente para para outra unidade. Agora se a população decidir não vir ao posto porque não tem médico, sem se orientar primeiro, é claro que ela vai ficar sem atendimento", afirmou Lainara. A enfermeira ainda alerta para que a população não saia de suas comunidades, e vá até o Hospital Professor Magalhães Neto, para buscar atendimento básico, para isso, segundo ela, existem as unidades básicas de saúde. "A gente tem que educar a população no sentido que ela saiba que o hospital atende apenas casos de urgência e emergência, como febre alta, cirurgias, partos, acidente, hospital serve pra isso. Todas essas outras questões, tem que ser tratada no posto de saúde", relatou Bonfim. Ela ainda destacou que a unidade atende todos os pacientes, inclusive sem enfrentar filas. "Enquanto a gente não educar a população vamos ter esse problema com o hospital super lotado. Pedidos de exames ou consultas simples, é no PSF, e não no Hospital, mesmo que não haja médico na unidade de saúde", esclareceu a enfermeira do PSF de Itaquarai. 



Comentários

  • Osmar Aparecido de Morais

    "Infelizmente quem sofre com tudo isso é a população...muito triste tudo isso."

Deixe seu comentário