ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Após pacientes testarem positivo para a Covid-19, nefrologista destaca protocolos no Instituto de Nefrologia

SEST SENAT vai realizar testes rápidos de covid-19 em 30 mil trabalhadores do transporte

Bate-papo sobre coronavírus domina conversas em apps de relacionamento

Bahia chega a 290 cidades sem transporte intermunicipal suspenso devido à Covid-19

Possível retorno às aulas na rede estadual de ensino em 22 de junho é falso; decisão ainda não foi tomada

Bahia: Governador fala sobre possível subnotificação nos casos de Covid-19: 'Números reais provavelmente são maiores'

Bahia: Procura por seguro-desemprego aumenta 113%

Brumado: Pedido de flexibilização dos serviços não essenciais da DPE é negado pela Justiça

Sobe para 16 o número de pacientes curados da Covid-19 em Brumado

Fabrício Abrantes, Move Mulher e bancada do DEM querem ampliar licença maternidade de servidoras para 180 dias

Barreira sanitária continua: Mais dois veículos foram retidos pelo transporte irregular de passageiros

11 bens minerais extraídos na Bahia coloca o estado na liderança nacional

Caetité: Em teste rápido, funcionários da INB testem positivo para a Covid-19

Brumado: Caminhoneiro com sintomas de Covid-19 passa mal na BR-030 e é socorrido pelo SAMU

Mais um ônibus é retido com 25 passageiros em Brumado

Número de mortos pelo coronavírus foi maior do que o esperado para 63% dos baianos

Brumado: Servidores públicos que pertencem ao grupo de risco serão afastados durante a pandemia

34ª CIPM: 31 policiais testam negativo para o coronavírus após colega contrair o vírus

Veja o número de casos e mortes por coronavírus no Brasil e na Bahia

Macaúbas: Paciente com Covid-19 morre após traumatismo craniano


Polícia prende suspeita de aplicar golpe e acusar Padre Marcelo Rossi de plágio

Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na última quinta-feira (9), Izaura Garcia de Carvalho Mendes, de 65 anos, suspeita de praticar estelionato ao aplicar um golpe milionário no padre Marcelo Rossi. Uma investigação da Polícia Civil, mostrou que Izaura fraudou o registro de um texto e, em processo na Justiça, alegou que o padre o copiou e o usou sem dar crédito no livro "Ágape". O livro vendeu 10 milhões de exemplares entre 2010, quando foi lançado, até abril deste ano, quando foi retirado de circulação por uma decisão judicial movida por ela. Em 2013, Izaura fez um acordo com a Editora Globo e recebeu R$ 25 mil numa primeira ação. Segundo o site G1, em uma nova ação contra a editora do livro, que manteve na obra o trecho que Izaura diz ser seu, a Justiça determinou, em 11 de abril de 2018, a proibição de venda do "Ágape" e o recolhimento de todos os livros que estão no mercado. Não satisfeita, Izaura ainda fez o pedido de uma indenização de R$ 51,6 milhões. Izaura foi chamada a depor na delegacia. Diante do delegado respondeu que não sabe falsificar documentos e que mostrou toda a documentação às advogadas. "Só sei datilografar", disse. Conforme o G1, após a afirmação, o delegado prendeu Izaura e as duas advogadas. Depois, a polícia fez buscas na casa de Izaura, no bairro do Rio Comprido, na região Central do Rio, onde apreendeu documentos que podem auxiliar nas investigações. Após constatar a fraude, a escritora e as duas advogadas foram presas e posteriormente liberadas para responder o processo em liberdade.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário