ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Rui Costa fará visita técnica ao Aeroporto de Vitória da Conquista nesta quinta-feira (18)

Criança é hospitalizada após ingerir entorpecentes enquanto brincava na varanda do apartamento

Cipe Nordeste erradica cerca de 10 toneladas de maconha em Euclides da Cunha

Brumado: Mãe de paciente faz elogios a médico de hospital mas critica atuação de outros profissionais

Internauta filma ninho de cobras de perto e as imagens chamam a atenção

TCE desaprova contas da EBDA e ex-gestores irão pagar R$ 39,3 mil em multas

Carreta de Brumado se envolve em acidente no Norte de Minas; uma pessoa morreu

Ortopedia na Clínica Master com Dr. Claudio Freitas

Brumado: Moradores esperam por dois anos reforma de ponte na comunidade do Jacaré

New Kenko Purificadores: Beba água de qualidade e garanta a saúde para sua família

Ituaçu: Polícia prende homem por cárcere privado e Maria da Penha

Ministério da Saúde suspende contratos de distribuição gratuita de remédios

Reforma tributária pode criar maior imposto do mundo

Aplicativo que envelhece ameaça a privacidade; dizem especialistas de segurança

No aniversário de 50 anos do lançamento da Apollo 11, eclipse lunar encanta brumadenses

Bahia: Governador anuncia realização de concurso para polícias Civil e Militar ainda neste ano

Brumado: Advogado Tiago Amorim lança nome como pré-candidato a prefeito

Prefeitura de Brumado pavimentará cerca de 150 ruas no município; ordem de serviço já foi assinada

Projeto Pequeno Cidadão será realizada pela quarta vez no posto do Sac em Brumado

Bahia: Homem é preso suspeito de invadir escola e esfaquear mulher 12 vezes


Brumado: Feijão e tomate estão entre os vilões do alto custo da cesta básica

Foto: 97NEWS

A cesta básica está mais cara em Brumado e quanto mais a gente trabalha, menos vale o nosso dinheiro. Entre os principais vilões da cesta estão o feijão e o tomate. A conta está mais cara. Quem faz feira todo mês, já percebeu o aumento nos preços. O 97NEWS fez uma pesquisa de preços pela cidade, e a média de preço da cesta básica está entre R$ 180 a R$ 300. Isso levando em consideração apenas os produtos mais básicos (feijão, arroz, macarrão, óleo de soja, farinha, açucar, verduras, produtos de limpeza e higiene pessoal). O feijão é o grande vilão da cesta básica desde quando começou o ano, mas não foi o único. O segundo lugar nesta lista é de um velho conhecido, o tomate. O ideal é diminuir o consumo dos produtos que tiveram uma alta muito grande nos preços, mas como tirar da lista itens como o tomate e o feijão? Por isso é tão importante ficar de olho na oscilação de preços. Pesquisar é outra coisa importante. 

Foto: 97NEWS

O tomate, que antes era vendido por cerca de R$ 3 o kg, chega a custar R$ 6 em estabelecimentos comerciais da cidade. Segundo feirantes, a baixa produção do legume, alavancou o preço do produto. “Esses preços podem variar, mas a tendencia é que até junho, o valor do tomate possa cair ao consumidor final”, relatou o vendedor Gilmárcio Ramos, que compra a caixa de tomate a R$ 80 na feira livre. Já o feijão, a nossa equipe registrou preços de até R$ 8 o quilo. Segundo donos de supermercados, o aumento no preço se deu por conta da seca e da defasagem no valor do alimento. Até a metade do ano, os empresários acreditam que o principal atrativo do prato do brasileiro passe a custar entre R$ 4 a R$ 5.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário