ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Construção de sede da Unidade do Corpo de Bombeiros em Brumado aguarda liberação do Grupamento de Bombeiros de Vitória da Conquista

Conquista: Aeroporto Glauber Rocha marca nova fase no turismo de negócios

Brumadense que pesava 140 kg, perdeu 50 kg com exercícios e dedicação

Morro do Chapéu: Caçador mata jiboia de 3 metros em e encontra veado na barriga

Brumado: Secretário diz que ponte entre os bairros Dr. Juracy e São Jorge tem previsão de entrega para três meses

Brumado: Justiça Estadual realizará leilão de imóveis e veículos no dia 25 de julho

Líder de grupo terrorista revela plano para matar Presidente da República, diz revista

Homem arranca órgão genital do amante da esposa com tesoura após flagrar traição

Reumatologia é na Clínica Master com Dr. Kayson Lima

Brumado: Escritor José Walter lança mais dois livros; 'Bissextas' e 'Cartas Trocadas'

Inusitado: Motorista abandona carro após ser parado em blitz na Praça da Prefeitura, em Brumado

Aeroporto Glauber Rocha: Presidente Bolsonaro rebate; 'Dinheiro é do povo, não meu, nem de Rui Costa'

Animal solto na pista causa acidente e deixa motociclista ferida no anel viário da BR-030, em Brumado


Empresa que começou o 'Parque da Cidade' pode perder concessão por atrasos na obra em Brumado

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Alvo de várias reclamações por moradores da localidade, a obra do Parque da Cidade que parecia um sonho de lazer aos moradores dos bairros Olhos D'água e Alto do Escalavrado se tornou um pesadelo. O projeto que foi dado o ponta pé no mês de maio de 2018, já se passaram dez meses e ainda não foi concluída. Buscando mais esclarecimentos sobre o assunto, o 97NEWS falou com o Secretário Municipal de Infraestrutura, Douglas Malheiros, que explicou que as obras foram licitadas e a empresa vencedora, a Construmendes, deu início ao serviço.

 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

No entanto, segundo ele, o atraso nos trabalhos se deve à própria empresa, que está demorando de executar a obra. “A prefeitura notificou a empresa, que é o que cabe perante à lei ao Município. Notificamos a empresa para retomar os serviços de forma coerente ou apresentar uma justificativa. Agora, a empresa tem um prazo para reportar dando uma explicação do por que não está avançando com o serviço”, declarou. O secretário esclareceu ainda que uma pequena parte do recurso para execução da obra já havia sido repassada, competente ao que a empresa realizou até o momento. Conforme Douglas, a depender do andamento do processo, a empresa pode perder a concessão para realização da obra, bem como ficar impedida de participar de novas licitações na Bahia.



Comentários

  • Genilson Pereira

    "Do que adianta colocar data de início e fim das obras, se nem mesmo eles sabem se vão conseguir concluir neste período... Existem vários fatores que podem atrapalhar as obras, assim como: questão climáticas, questões de atrasos em pagamentos a empresa que presta serviço, questões também dos materiais que não chegam no dia e no horário, entre outros. Teoricamente é fácil, quero ver falar e fazer na prática. Se sabem que não vão cumprir, não determine uma data específica, coloquem uma data "fictícia" e conforme o desenrolar da obra, aí terão uma noção de conclusão. "

Deixe seu comentário