ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Guajeru: Homem de 40 anos morre após passar a noite ingerindo bebida alcoólica

Gusttavo Lima toma atitude surpreendente ao levar bebida na cara durante show; veja o vídeo

Idoso de 76 anos é encontrado morto dentro de residência na cidade de Guajeru

Feriado de Corpus Christi e São João registrou 16 mortes nas rodovias estaduais, diz PRE

Super reflexo: Mãe salva filho de cair do quarto andar de prédio; veja o vídeo

Brumado: Escolas da rede municipal recebem projeto musical gratuito

Estudantes de engenharia se unem e revitalizam Apae em Brumado

Município de Caetité recebe 'Rota da Independência'

Ministro da Economia estima que preço do gás pode cair 40% em dois anos

Médicos brasileiros operam intestino de feto dentro do útero da mãe

Bandidos roubam R$ 12 mil em joias de salão de beleza em Brumado

Previsão do Tempo: Mínima pode chegar aos 12ºC na madrugada de quarta-feira (26)

Brumado: Prefeito terá que devolver mais de R$ 4 milhões com recursos pessoais

Serviço do Disque-Denúncia passa a ser disponibilizado na internet e permite envio de fotos e vídeos de suspeitos

Caetité: Família oferece recompensa para quem encontrar motorista desaparecido após roubo de veículo

Pai é preso após agredir com arma namorado da filha em Itapetinga

Sob vaias, Banda Calcinha Preta sobe ao palco em show na cidade de Dom Basílio

Livramento de Nossa Senhora: Motociclista morre em acidente na rodovia BA-152

Prefeitura de Brumado celebra termo com a Apae para atendimento especial com pessoas com deficiência

Iphan deseja declarar forró como patrimônio imaterial


Irritado com choro, pai espanca filho por três horas até a morte

Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu, na última quarta-feira (27), os pais de um bebê de três meses que foi espancado até a morte. Eles são suspeitos de matar um recém-nascido, que sofreu agressões consecutivas. Em depoimento, a mãe Ana Carolina, de 19 anos, relatou que o pai Alexandre, de 23, teria agredido o filho das 19h até às 22h. Quando ela colocou o bebê para dormir, percebeu que a respiração estava fraca e acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A criança teve diversas paradas cardiorrespiratórias e morreu no Hospital da cidade Andradas (MG). Conforme a Polícia, a mãe contou que as agressões aconteceram porque a criança estava chorando. O pai nega as agressões. Segundo o delegado responsável pelo caso, os pais demonstraram frieza durante o depoimento. “A mãe relatou, bastante serena, que o pai arremessou a criança no berço, e que, inclusive, o móvel estalou. Ela disse que não queria que ele fizesse, mas não fez nada pra ele parar”, disse o delegado Fabiano Mazzarotto Gonçalves. O casal foi preso e encaminhado para o Presídio de Andradas. Eles vão responder por homicídio qualificado e podem cumprir pena de reclusão de 12 a 30 anos.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário