ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Assinatura para construção do Porto Sul em Ilhéus poderá gerar novos empregos em Brumado e região

Inovare Odontologia e Saúde: Um novo conceito em Brumado

Conta de luz vai subir com alta de até 50% no valor das bandeiras tarifárias

Projeto Parceiros da Alfabetização é desenvolvido por educadora Daniela Dias na cidade de Tanhaçu

Solidariedade: Brumadenses dão um show e campanha para a garota Naiara arrecada cerca de R$ 11 mil

Caso a regra passe a valer, eleições de 2020 serão canceladas e prefeito Eduardo Vasconcelos terá seu mandato alongado até 2022

Após assassinar ex, homem invade igreja e mata mais três

Colisão entre duas motocicletas deixa dois feridos na BA-148, em Brumado

Brumado: 1ª Promotoria de Justiça solicita aos idosos que tiveram o direito de passagens negado pela Viação Novo Horizonte compareçam ao MP

Brumado: 22 de maio, 2 anos sem o radialista 'Maluco do Veneno'

Enterro de PM lotado na 34ª CIPM é marcado por várias homenagens em Brumado

Em greve há 43 dias, professores da Uneb decidem manter paralisação

Wi-Fi para todos: A conectividade sem fio chegou a Viação Catarino

Sem papas na língua: Faustão anuncia fim do 'Domingão' em 2022 e tem contrato milionário revelado

Brumado: Cejusc ministra palestra para os assistidos do CRAS Yolanda Pires

Brumado: Prefeitura Municipal realizará leilão de equipamentos, veículos e outros bens

Lavrador de 51 anos tem pedra de 1,3 Kg e 18 cm retirada da bexiga durante cirurgia na Bahia

Governador defende discussão sobre cobrança de mensalidade em universidades públicas da Bahia

Operação da PF prende grupo que fornecia drogas para Bahia e Espirito Santo

Brumado: Homicídio é registrado no bairro Dr. Juracy na manhã desta terça (21)


Nova Zelândia: Ataques a duas mesquitas deixam mais de 40 de mortos

Foto: Reprodução l Mark Baker/AP

Ataques a tiros simultâneos contra duas mesquitas na cidade de Christchurch, na ilha sul da Nova Zelândia, deixaram 49 mortos e 48 feridos nesta sexta-feira (15). Os alvos dos ataques foram as mesquitas de Masjid Al Noor, ao lado do Parque Hagley, e de Linwood, que estava lotada com mais de 300 pessoas, reunidas para as tradicionais orações do meio-dia de sexta-feira. Os detidos são três homens (um deles seria australiano) e uma mulher. Segundo o G1, a polícia local informou, porém, que não está descartada a hipótese de que outros criminosos estejam envolvidos e foragidos. Nenhum dos suspeitos sob custódia estava em listas de observação da polícia. Dos 49 mortos, 48 morreram no local e apenas um chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu. Entre os feridos, há crianças e adultos. O governo informou que 12 dos feridos estão em estado grave e precisaram passar por cirurgias. A dinâmica dos atiradores ainda não está clara. Porém, o primeiro relato de ataque foi na mesquita de Al Noor, na região central da cidade. Um homem com um rifle automático invadiu o prédio 10 minutos após o início das orações, que começaram às 13h30 desta sexta-feira (por volta das 22h30 no horário de Brasília). Quarenta e uma pessoas morreram no local. Com uma câmera instalada em um capacete, o criminoso conseguiu transmitir o massacre, ao vivo, pelo Facebook. O vídeo mostra que ele atirou indiscriminadamente contra homens, mulheres e crianças enquanto caminhava. Conforme o G1, depois dos ataques, os policiais também esvaziaram a Cathedral Square, onde um grupo de estudantes realizava uma manifestação pedindo ações contra o aquecimento global. As pessoas que moram e trabalham na região foram orientadas a permanecer dentro dos prédios e não circular pelas ruas. Todas as escolas de Christchurch foram fechadas, e os pais de cerca de 750 alunos, entre crianças e adolescentes, receberam mensagens avisando que seus filhos estavam em segurança. Várias estradas da cidade foram fechadas e seguem em monitoramento. A polícia orientou para que todas as mesquitas do país fechassem suas portas até novo aviso.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário