ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Homem de 64 anos morre ao se lançar em um foguete caseiro nos Estados Unidos

Bebê de um ano é internado com suspeita de coronavírus no sul da Bahia, diz Sesab

Ator da Globo abaixa cueca e dança para foliões em Carnaval

Homem vindo da Itália para o Brasil testa positivo para coronavírus

Brumado: Motociclista fica ferido em acidente na BR-030, próximo a fábrica de cimento

Brumado: Caçador foge da PM e abandona espingarda e munições

The Voice Kids: Ituaçuense se despede do programa com muita emoção

Clínica Mais Vida - reumatologista fala sobre diagnóstico e tratamento da fibromialgia

Milhares de prefeituras podem ter seus recursos da saúde bloqueados por falta de dados no SIOPS

Feminicídio cresce na Bahia e segue tendência nacional

Cerveja é a bebida favorita de 92% dos foliões brasileiros

Rio de Contas: Carro de passeio com quatro pessoas cai em ribanceira na BA-148

Consultório Júlio Santos: Glaucoma tem tratamento?

Mega-Sena: Prêmio acumula pela 16ª vez e vai para R$ 200 milhões

PodoClin: Dicas para pular o carnaval com unhas e pés bem cuidados

Governo monitora navios na costa brasileira para evitar entrada de coronavírus

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!


'Não somos contra a escola de tempo integral' dizem pais e alunos na sessão da câmara dessa manhã de quinta (28), em busca de diálogos com o município

Com cartazes na mão eles lotaram a Câmara de Vereadores - Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A sessão da câmara da manhã desta quinta-feira (28) foi bastante movimentada. Alunos e pais do município protestaram durante a sessão contra a falta de estrutura que as escolas do projeto Tempo Integral, do prefeito Eduardo Vasconcelos (PSB). Em busca de diálogos com o executivo, boa parte dos pais acompanhados de alguns alunos ocuparam a plenária da Casa Legislativa de Brumado para protestar a forma de como o projeto quer ser implantado pela administração pública. De acordo com o movimento estudantil, eles não são contra a escola em ensino integral, apenas são contra a falta de diálogos entre o gestor e comunidade estudantil. Os estudantes alegam ainda que a secretária de educação não tem respondido as perguntas dos estudantes como por exemplo: Falta de Vestiários?; Porque as cantinas não possuem mesas?; Alimentação inadequada?. Segundo eles, não houve respostas para estas perguntas. 

Os pais buscaram mais diálogo com o executivo - Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Já os pais que também tiveram participação na sessão da câmara de hoje, eles afirmam que alguns filhos precisam sair para realizar procedimentos médicos, mas mesmo com o atestado dado pelo profissional de medicina, a Secretaria de Educação não tem acatado o pedido. Além disso, eles também cobram mais infraestrutura como ar-condicionados, banheiros adequados e local para alimentação, onde seus filhos não precisem enfrentar filas enormes, debaixo de sol escaldante. O assunto gerou discussão e, segundo o presidente da câmara, Léo Vasconcelos, será apresentado ao prefeito Eduardo Vasconcelos as demandas que ali foram apresentadas na manhã de hoje. O assunto promete ser polêmico, e será tema de outras discussões após o recesso, pois a câmara concedeu feriado de três dias e, as sessões só voltam após o carnaval. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário