ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado registra mais uma cura do Covid-19, o novo Coronavírus

Ônibus apreendido com motorista infectado com Coronavírus passará por desinfecção em Brumado

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Em vídeos da semana, Fabrício Abrantes fala sobre políticas para a família do campo e 'sentimento de mudança' em Brumado

BA-148: Motorista de caminhão surta e tenta invadir casas na comunidade de Fazendinha

Intenção de consumo cai para 18,3% na Bahia

Viatura da PM bate em muro durante perseguição em Licinio de Almeida

Valec e Exército assinam contrato para retomada das obras da Fiol em 60 dias

Mais de 21 mil litros de cerveja são apreendidos por sonegação fiscal em Conquista

Brumado registra 28 casos confirmados do Covid-19; 15 estão ativos

Operação conjunta da Policia Militar e Prefeitura fecha bares irregulares em Brumado

Brumado: Bombeiro Civil faz orientações de segurança com manutenção de gás de cozinha

Brumado: Motorista que testou positivo para Coronavírus é flagrado transportando passageiros na feira livre

Brumado: Moradores da zona rural preocupados com 'babas' e bares funcionando

Com os casos de dengue em alta, aumenta a procura por repelente nas farmácias de Brumado

Golpe: Jaques Wagner tem WhatsApp clonado por criminosos

Bahia prorroga vacinação contra a febre aftosa até 30 de junho

Câmara de Brumado aprova projeto de lei que altera horário de funcionamento de escolas em tempo integral

Brumado: Polícia Civil prende autores que matou Daiane de Jesus a pedradas

Brumado: Paciente natural de Ituaçu que testou positivo para coronavírus é transferida para Conquista


‘Justiça do Trabalho pode ser extinta por inanição’, diz presidente da OAB-BA

(Foto: 97NEWS Conteúdo)

Presidente da seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA), Fabrício de Castro Oliveira falou, na manhã desta segunda-feira (21), sobre a ameaça do presidente Jair Bolsonaro (PSL) de acabar com o Judiciário trabalhista. “A Justiça do Trabalho pode ser extinta de duas formas, por lei ou por inanição, pela diminuição, cada vez maior, do número de processos. Nós da advocacia devemos estar atento a esse movimento e lutar pela sobrevivência desta Justiça que é tão importante para toda a sociedade”, declarou, em entrevista à midia estadual. A declaração do presidente da OAB-BA ocorreu durante protesto dos advogados baianos contra o fim da Justiça do Trabalho. O ato acontece na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), no Comércio, em Salvador.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário