ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Pesquisa aponta que 11% dos trabalhadores com ensino superior ganham salário mínimo

'Se eu sair do PSL, maioria do partido continua comigo', diz Bolsonaro

Clínica Master: Ultrassonografia

Sobe para seis o número de mortos em desabamento de prédio em Fortaleza

Fim de semana com 40 graus em Brumado e umidade relativa do ar baixa, chegando aos 12%

Polícia Civil investiga desvio de recurso na Aspra

Vídeo mostra assaltante beijando idosa durante assalto no Piauí: 'não quero seu dinheiro'

Brumado: Embasa esclarece dificuldades no abastecimento na região da feira livre

Clínica Mais Vida: Geriatra fala sobre tratamento e cuidados com a Doença de 'Parkinson'

Após denúncia de descumprimento do Edital no concurso público de Aracatu, empresa divulga novo cronograma

Brumado: Mãe apela pela solidariedade para tratamento de sua filha com 'anemia falciforme'

Brumado: Sesau realiza Campanha Seletiva contra o Sarampo; Dia D será neste sábado (19)

Conquista: PRF prende homem com quase 30 kg de maconha prensada

Promoção: Comprou, estourou o balão, ganhou na Marcelo Esportes

Ex-pastor é preso suspeito de estuprar enteada enquanto vítima dormia

Governo abre concurso para formação de policias e bombeiros militares

Microempresário Bizunga Ramos apoia eventos do Dia das Crianças em Brumado

Brumado: Católicos comemoram canonização de Irmã Dulce, a Santa dos pobres

Brumado: Após reivindicações de moradores, prefeitura começa a molhar aterro em campo de futebol do São Felix

Quartzolar é eleita melhor empresa do ramo de Argamassa e Rejunte pelo 6° ano consecutivo


‘Justiça do Trabalho pode ser extinta por inanição’, diz presidente da OAB-BA

(Foto: 97NEWS Conteúdo)

Presidente da seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA), Fabrício de Castro Oliveira falou, na manhã desta segunda-feira (21), sobre a ameaça do presidente Jair Bolsonaro (PSL) de acabar com o Judiciário trabalhista. “A Justiça do Trabalho pode ser extinta de duas formas, por lei ou por inanição, pela diminuição, cada vez maior, do número de processos. Nós da advocacia devemos estar atento a esse movimento e lutar pela sobrevivência desta Justiça que é tão importante para toda a sociedade”, declarou, em entrevista à midia estadual. A declaração do presidente da OAB-BA ocorreu durante protesto dos advogados baianos contra o fim da Justiça do Trabalho. O ato acontece na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), no Comércio, em Salvador.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário