ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Ciclista brumadense tem boa colocação no 'Comocoxico MTB Race' em Caculé

Crise financeira faz população diminuir gastos com entretenimento na Região Sudoeste

Brumado: UNEB disponibiliza curso preparatório para Vestibular e ENEM

Parlamentares do DF devem R$ 2,46 milhões em impostos à União

Dermatologista Drª Patrícia Marques atende no CEMAR

Agnaldo Timóteo é internado em Barreiras após mal-estar

Decreto de Bolsonaro que regulamenta uso e porte de armas no país libera compra de fuzil por qualquer cidadão

Brumado: População cobra carro-fumacê após infestação de mosquitos

Forró do Sítio Novo 2019: Garanta já seu ingresso, dia 25 de maio tem virada de preço

Mãe relata drama vivido pela filha com doença rara em Brumado; tratamento completo custa R$ 16 mil

Município de Brumado é escolhido para sediar 2º Encontro do Comitê do Rio das Contas para discutir recursos hídricos

Brumado: Associação dos Pequenos e Mini Produtores e Distribuidores de Leite seleciona currículos para contratação de Agente Comunitário Rural

Brumado: SMTT promove capacitação de motoristas do transporte escolar

Brumado: Prefeitura diz que Embasa se nega a ligar sistema de abastecimento de Arrecifinho e Espinheiro após conclusão da obra

Brumado: Empresária aparece como possível candidata ao executivo municipal na disputa de 2020

Otorrinolaringologista na Clínica Master

Disputa sobre acesso a dados sigilosos de alunos pesou na demissão do presidente do Inep

Jovem é preso e um menor apreendido por tráfico de drogas no bairro Novo Brumado

Homem é baleado dentro de bar na Vila Presidente Vargas e tenta ir dirigindo até hospital em Brumado

Brumado: Estudante de Direito de 22 anos cai de prédio não resiste aos ferimentos e morre


Bahia tem quase metade da população abaixo da linha da pobreza, diz IBGE

Foto: Luciano Santos l 97News

A Bahia tinha cerca de 6,9 milhões de pessoas abaixo da linha da pobreza em 2017, de acordo com dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número corresponde a 44,8% da população. A avaliação do IBGE se baseia no critério definido pelo Banco Mundial para países de renda média, de US$ 5,50 por dia em paridade de poder de compra (PPC), o que equivalia, em 2017, a cerca de R$ 406 mensais. O índice atingido pela Bahia é bem maior do que a média nacional. No ano passado, em todo o país, cerca de 55 milhões de pessoas (26,5% da população) estavam abaixo da linha da pobreza. Desse total, a maior parte - 25 milhões - se concentra na região Nordeste. O porcentual da Bahia é equivalente ao de toda a região e ocupa a 8ª posição entre todos os estados. As unidades federativas do Maranhão (54,1%), Alagoas (48,9%) e Amazonas (47,9%) tinham, em 2017, os maiores porcentuais de pessoas abaixo da linha de pobreza, enquanto Santa Catarina (8,5%), Rio Grande do Sul (13,5%) e Distrito Federal (13,9%) tinham os menores. Quando se considera apenas a capital baiana, a proporção de pessoas abaixo da linha da pobreza é quase metade da encontrada em todo o estado, correspondendo a 24,2% da população municipal (cerca de 715 mil pessoas). O índice é um pouco menor do que a média nacional e é o 13º mais alto entre as capitais. Ainda segundo o IBGE, em relação a 2016, o porcentual de pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza cresceu tanto no país como um todo (de 25,7% para 26,5%), quanto na Bahia (de 42,8% para 44,8%) e em Salvador (de 22,9% para 24,2%).



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário