ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Prefeitura de Brumado realizou mutirão de combate a criadouros do Aedes aegypti

Brumado: Homem é preso em flagrante por ameaçar de morte ex-companheira

Brumado: Projeto de Lei do Executivo que aumenta o IPTU deve criar nova polêmica no fechamento das cortinas políticas em 2018

Homem é preso por cultivar pés de maconha em casa em Livramento de Nossa Senhora

BA-262: Jovem morre em grave acidente próximo a Coaraci

Delegados desistem de entregar cargos e aguardam negociações com o governador Rui

Prêmio da Mega-Sena acumula e deve chegar a R$ 48 milhões

Caetité: Homem fica ferido após colidir em traseira de caminhão na BR-030

Casos de câncer infantojuvenil aumentam 30% na Bahia em dez anos

Café da Manhã: Uma variedade de delícias com uma qualidade inigualável você só encontra na Padaria Divina

Eduardo Bolsonaro quer implantar pena de morte para crimes hediondos e traficantes

Barra do Choça: Grave acidente na tarde deste sábado (15)

Homem invade quartel da PM, esfaqueia sargento e é baleado por soldado

Possível ponto de venda de entorpecentes na Vila Presidente Vargas é objeto de ação policial

Brumado: Abastecimento de água será interrompido na terça-feira (18)

Milagres: Carga de cigarros avaliada em quase R$ 3 milhões é apreendida

Conquistense está entre as vítimas que foram abusadas por 'João de Deus'; MP-GO pediu prisão do médium

‘Governo parece que ficou com raiva da Educação’, diz sindicalista após projeto de corte

Brumado: Eleita a nova mesa diretora do Poder Legislativo para o biênio 2019/2020

Livramento: Tio é esfaqueado pelo sobrinho após forte discussão


Raquel Dodge denuncia irmãos Vieira Lima e a mãe deles por peculato

(Foto: 97NEWS Conteúdo)

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA), o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA), a mãe dos dois políticos do MDB, Marluce Vieira Lima, e outras cinco pessoas pelo crime de peculato (crime praticado por servidor público que se apropriar de dinheiro ou bem a que tenha acesso em razão do cargo).s oito denunciados são acusados na denúncia – que foi divulgada na quarta-feira (5) – de se apropriar de remunerações de secretários parlamentares. Segundo a assessoria da Procuradoria-Geral da República (PGR), os supostos crimes foram investigados em inquérito aberto para apurar a origem dos R$ 51 milhões que foram encontrados em um em um apartamento de Salvador utilizado pelos irmãos Vieira Lima no ano de 2017. Segundo o G1, em razão da descoberta da fortuna em caixas de papelão e malas, Geddel e Lúcio Vieira Lima foram denunciados, em 2017, por lavagem de dinheiro e associação criminosa. Ainda segundo o G1, as investigações revelaram a existência de 'funcionários fantasmas' no gabinete de Lúcio Vieira Lima bem como a relação criminosa estabelecida a partir de indicações para cargos em comissão pelo parlamentar. De acordo com as provas coletadas, ficou claro que os assessores atuavam para suprir interesses domésticos, pessoais e de negócios da família Vieira Lima. Entre as atividades desenvolvidas pelos assessores a denúncia cita serviços de contabilidade, motorista e até de cuidador.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário